Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Portugueses têm de trabalhar mais para comprar carro

VW_JAP_Blue_Press

Portugal possui uma das maiores taxas de esforço para aquisição de automóvel, de acordo com o mais recente estudo do Observador Cetelem. Os consumidores portugueses destinam cerca de um ano e meio de rendimentos à compra automóvel, significativamente mais do que a generalidade dos europeus, que precisam de menos de um ano. Para aferir a taxa de esforço, o foi analisado o número de anos de rendimentos necessários para um habitante médio adquirir um Volkswagen Golf ou equivalente.

O estudo revela ainda que na Europa apenas os polacos registam uma taxa de esforço superior à dos portugueses, já que necessitam, em média, de 1,8 anos de rendimento para poder adquirir uma viatura. No outro extremo está a Alemanha, a Bélgica e a França, onde os automobilistas necessitam de apenas 0,6 anos de rendimentos para a compra de viatura.

De um ponto de vista global, os Estados Unidos destacam-se como o país com a menor taxa de esforço. Inversamente, comprar uma viatura nova é um esforço financeiro considerável nos países emergentes. A China possui uma taxa de esforço 13 vezes superior à dos Estados Unidos. Enquanto que para um chinês médio seriam necessários 5,2 anos de rendimentos para adquirir um Volkswagen Golf, para um americano seriam necessários apenas 0,4 anos.

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
.PT promove talento feminino no sector da tecnologia
Marketeer
Primeiro Brand Storytelling da Auchan é português