Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Marcas generalistas apontam ao canal frotas

veiculos_novos

As marcas generalistas estão cada vez mais a apostar no mercado de frotas de empresas, entrando num terreno até agora dominado pelas marcas premium alemãs. Embora não haja números oficiais, as estimativas apontam para que as vendas de automóveis a clientes particulares representem apenas entre 25% a um terço do mercado português, estando o restante dividido entre frotas, rent-a-car e vendas a pequenas empresas e profissionais liberais.

Dados da SIVA, o maior grupo importador do país, com as marcas Volkswagen, Audi e Skoda, apontam para que o rent-a-car tenha, em 2014, representado cerca  de 24% do mercado, e as frotas 15% e que as vendas a particulares tenham valido 30%.

Na Seat, o canal de frotas teve um peso de 50% das vendas do ano passado, segundo adiantou à Fleet Magazine, Miguel Gama, o responsável pelas frotas da marca espanhola. “Duplicámos as vendas no canal frotas, sempre com uma política comercial ajustada à nossa realidade e nunca ponde em causa o valor residual das nossas viaturas”, adiantou. (veja em Fleet Magazine).

Na Kia, 25% das vendas corresponderam a vendas a frotas, incluindo o rent-a-car. “O mercado das vendas a frotas é um sector muito fechado em redor de algumas marcas com grande agressividade comercial”, garantiu à Fleet Magazine, Paulo Carvalho, director de frotas e remarketing da marca coreana, explicando que “para uma marca jovem e ainda pequena como a Kia é difícil de entrar neste mercado”, reconhece. A Peugeot e a Opel são outras marcas generalistas onde o canal frotas tem ganho peso.

 

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Por que é que os salários quase não crescem?
Marketeer
Triumph instala pontos de reciclagem para roupa usada