Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Queda do euro aumenta produção no sul da Europa

big_115687

A previsão dos fabricantes de automóveis na Europa é considerada mais optimista devido à queda do euro, do preço do petróleo e às reformas laborais, apesar do sul da Europa estar a viver uma recuperação desigual na economia, segundo informou a agência Reuters.

No Salão de Genebra, os executivos da indústria automóvel alertaram para o excesso de optimismo sobre o que poderão ser ganhos inesperados para Itália, Espanha e Portugal, onde seis anos de economia em queda levou ao resultado de vendas mais baixo das últimas décadas.

No entanto, as vendas estão a subir e alguns estão confiante de que a indústria pode lentamente aumentar a produção, preencher fábricas sob aproveitadas e até mover a produção do sul da Europa para outras unidades de produção.

Apesar de Itália se debater actualmente para recuperar da maior recessão desde o pós-guerra, as previsões do gabinete de estatística italiano Istat mostram que o produto doméstico bruto irá aumentar o,1% no primeiro quarto do ano, representando a primeira subida desde 2011. A Fiat Chrysler é o espelho deste crescimento, tendo recentemente anunciado que irá contratar mais trabalhadores com o início de produção de novos modelos ainda este ano.

Em Espanha, existe ainda o investimento de marcas internacionais como é exemplo da Ford que anunciou em Fevereiro o investimento de 2.3 mil milhões de euros na expansão das suas operações em Espanha, com o objectivo de produzir nesse território 450 mil veículos anualmente. Em Setembro do ano passado, a Opel iniciou a construção do SUV Mokka na fábrica de Zaragoza, depois de um investimento de 210 milhões de euros na unidade de produção.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Hotéis InterContinental do Sul da Europa têm novo director comercial
Marketeer
Nestlé lança nuggets e hambúrgueres vegetarianos