Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Custos de produção de motores sobe com Euro6

gm-diesel-plant-2-500x333

A necessidade de cumprirem a norma europeia Euro6 de emissão de CO2 até 2021, vai fazer aumentar os custos de construção dos motores, refere um relatório da Evercore ISI.

Os fabricantes de automóveis irão gastar 13 mil milhões de euros para cumprirem o nível emissões estabelecido, os fabricantes europeus serão os mais afectados, com um investimento de 8.5 mil milhões de euros.

Os custos associados à redução de emissões já está a crescer devido ao facto de a indústria já dispor de tecnologias como o start-stop ou de motores mais pequenos. Tecnologia mais avançada e cara será necessária para chegar às exigências da União Europeia, que pretende reduzir as  emissões de CO2 a 95g/km, em 2021, um valor que contrasta com a meta 127g/km estabelecida em 2013.

A mudança significará um aumento no custo na construção de cada carro de cerca de 1000 euros, segundo a ISI, devido ao investimento que será necessário em materiais mais leves, mas também mais caros, como a fibra de carbono, assim como na electrificação da transmissão.

Os fabricantes que comercializam automóveis na União Europeia devem diminuir as emissões dos seus veículos em 28%, sendo que cada marca tem um objectivo individual. O mercado europeu já é um líder mundial no que concerne à eficiência combustível, devido aos standards estabelecidos pela União Europeia. Estas metas são também estabelecidas com a intenção de levar os fabricantes a desenvolver automóveis eléctricos.

A Volkswagen já prometeu lançar mais de 20 modelos eléctricos e híbridos plug-in. até 2018, enquanto a BMW está a criar versões híbridas plug-in de modelos como o SUV X5 ou o série 3.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Hotéis InterContinental do Sul da Europa têm novo director comercial
Marketeer
Nestlé lança nuggets e hambúrgueres vegetarianos