Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

BMW admite perder liderança nas vendas premium em 2015

Norbert Reithofer BMW

A BMW pode vir a abandonar a primeira posição nas vendas premium globais para a rival Audi, admitiu hoje o CEO Norbert Reithofer na apresentação de resultados de 2014, apesar de considerar que manterão a liderança nas vendas se a marca Mini for incluída.

“Gostaríamos de permanecer líder como fabricante de automóveis premium, também em termos de volume”, afirmou hoje Reithofer aos jornalistas na conferência dos resultados anuais da BMW em Munique, citado pela Automotive News Europe.

“No entanto, o impulso dado por concorrentes como a Audi nos sub-compactos com o modelo A1, segmento em que a BMW não oferece um concorrente equivalente, está a dificultar a manutenção do título”, justificou Reithofer.

“Se usarmos o grupo BMW como referência e adicionarmos as vendas da Mini com as da marca BMW, então o título de fabricante premium com mais vendas será mantido”, adiantou ainda o responsável máximo da marca alemã.

“Há sempre discussões internas sobre o volume, que tendem a terminar com a conclusão de que não podemos prescindir de quota de mercado ou fazê-lo apenas se tivermos uma boa margem. Volume não é tudo e manter o mesmo nível de crescimento não é tudo”, concluiu o CEO.

A Audi e a Mercedes procuram ambas ultrapassar a BMW nas vendas até o final da década, e estão cada vez mais próximas de consegui-lo. A Audi ultrapassou a marca da BMW nos primeiros dois meses de 2015, enquanto a Mercedes registou a taxa de crescimento mais rápida dos três fabricantes alemães de carros premium nesse período.

A IHS Automotive prevê que a insígnia BMW vai manter-se no topo em 2015, com mais de 1,82 milhões de veículos vendidos em comparação com 1,7 milhões da Audi e 1,6 milhões da Mercedes-Benz.

 

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
.PT promove talento feminino no sector da tecnologia
Marketeer
Primeiro Brand Storytelling da Auchan é português