Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Hyundai muda sede e aposta em nova ofensiva

29e5810a-be4f-4d78-acf9-412621d1e141

O novo importador da Hyundai Portugal é a empresa Platinium V.H.-Importação de Automóveis, detida pelo grupo espanhol Alintio International e pela Caetano Retail, braço do retalho do grupo Salvador Caetano.

A sede do novo importador passará agora para o Porto – na Rua do Campo Alegre, depois da Hyundai Portugal ter sido adquirida pela empresa espanhola, no final do ano passado, pondo fim a uma longa ligação entre a marca coreana e o grupo Entreposto.

A marca tem agora 30 concessionários, mas a ideia é reestruturar a rede. Manter os pontos de venda, mas reduzir o número de concessionários. Ou seja, concessionários mais fortes e com áreas de actuação mais vastas. A Hyundai vai entrar em zonas onde não estava, como Covilhã, Castelo Branco, Penafiel e Gaia.

A Hyundai é a quinta marca mundial, com 5,6% de quota de mercado, sendo essa posição também ocupada pelo Grupo Hyundai-KIA. A seguir à Volkswagen, foi o grupo de que mais cresceu.

Vende 424 500 mil unidades por ano na Europa e tem uma quota de 3,3,%. Em 2007, ficava-se pelos 1,9%.

Em Portugal, o ano de 2014 registou vendas de 1101 unidades e uma quota de mercado 0.77% de quota de mercado, muito abaixo da media da Europa

Este ano, a Hyundai espera vender 1800 carros e atingir uma quota de 1,5%, invertendo a tendência de quebra dos últimos anos
Dentro de cinco anos, o objectivo é atingir, em Portugal, a quota média europeia, entre 3,3 e 3,5%. Segundos os responsáveis da Hyundai, a marca tem potencial para vender mais de 7 mil unidades por ano. Para isso, haverá um forte investimento no marketing para reforçar a imagem marca.

Até 2017, haverá uma ofensiva no mercado europeu, num total de 22 novos modelos e derivativos. Nos últimos cinco anos toda a gama foi renovada e no final do ano o modelo mais antigo, o i10, terá apenas dois anos. Este ano, além do i20, surgirá um restyling do i30 e do i40, antes do verão, acompanhados, em Setembro, pelo novo Tucson e, no final do ano, pelo renovado Santa Fé.

A estratégia mundial para o futuro do grupo Hyundai, que também engloba a marca Kia, é separar cada vez mais as marcas em termos de design e de posicionamento no mercado. A Hyundai será uma marca sub-premium, que estará no território hoje ocupado pela Volkswagen e a Peugeot, enquanto a Kia estará num posicionamento “value for money” directamente apontada à Citroen e à Skoda.

O novo director da sociedade acordada a 6 de Novembro de 2014 será Sérgio Ribeiro, que entrou no grupo Salvador Caetano em 1997, nas funções de “Fleet & Used Car Manager”, sendo actualmente “Executive Board Member” da Caetano Retail.  O presidente do Conselho de Administração será Oliver Alonso Rohner.

No departamento de comunicação, Ana Fragoso cederá o lugar a Sofia Graça.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
.PT promove talento feminino no sector da tecnologia
Marketeer
Primeiro Brand Storytelling da Auchan é português