Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Sucessor do Renault Laguna e Latitude no Verão

Laguna

A Renault anunciou que o sucessor do seu familiar Laguna será lançado na Europa, no final deste ano. Fontes do sector, citadas pela Automotive News Europe, avançam com a data de 6 de Julho para a apresentação oficial do modelo, que será colocado à venda em Setembro. A Renault recusou comentar estas informações.

O novo modelo, cujo nome não foi ainda divulgado, terá carroçarias sedan e carrinha e substituirá simultaneamente o Laguna e o Latitude, outro modelo da gama de familiares médios da marca francesa. Não está prevista, no entanto, uma versão coupé, como o da actual geração Laguna

Como a Automonitor anunciou, a 20 de Fevereiro, a Renault não vai lançar uma nova geração do familiar Laguna, preferindo substituí-lo por um novo modelo, com uma nova designação. O futuro representante da marca francesa no segmento dos familiares médios será até um pouco maior que o Laguna actual, tentando posicionar-se na franja superior do segmento. Terá a mesma plataforma do novo Espace e será um modelo global. Na Europa, a produção estará baseada em França, enquanto os mercados asiáticos serão abastecidos a partir da fábrica sul coreana da Samsung, uma marca do grupo Renault.

Lançado em 1993, o Laguna chegou a ter algum sucesso nas duas gerações iniciais, mas nesta última geração nunca conseguiu impor-se face a uma concorrência muito forte, em que predominavam as marcas alemãs e as vendas a frotas. Este relativo insucesso levou a marca a optar por descontinuar o modelo, apostando numa nova designação, que ainda permanece no segredo dos deuses.

A estratégia de descontinuar modelos que se desgastaram e deixaram de ter o sucesso esperado, substituindo-os por novos, tem sido seguida por outras marcas. A Opel, por exemplo, deixou cair o Kadett, substituindo-o pelos actuais Astra e no segmento dos familiares médios trocou a designação Omega pelos actuais Insígnia. Na Ford, o Escort deu lugar ao compacto Focus e o actual Mondeo substitui toda uma série de antigas designações de modelos familiares.

O aumento das dimensões do modelo também é uma solução já experimentada por outras marcas. A Peugeot, por exemplo, substitui o antigo 407 pelo 508, uma alteração nas centenas que marca o facto do novo modelo procurar um posicionamento superior ao anterior.

A Renault espera que o novo modelo obtenha melhores resultados de vendas que as últimas gerações do Laguna. Na Europa, as vendas de familiares médios recuaram 41%, para 542,5 mil unidades, de acordo com os dados da JATO Dynamics. O Laguna ocupou a 10ª posição na tabela de vendas, com pouco mais de 15 mil unidades, menos 7% que no ano anterior. O Latitude, por seu lado, vendeu apenas 508 unidades.

A Renault precisa de recuperar vendas no muito competitivo, mas lucrativo, segmento dos familiares médios, especialmente para conquistar clientes empresariais, refere a Automotive News, citando analistas do sector. Fora da Europa, o novo modelo também será importante para os mercados asiáticos, como a China, onde os grandes sedan são bastante populares. A consultora IHS Automotive prevê que o sucessor do Laguna e do Latitude possa atingir as 45 mil unidades, em 2016, na Europa.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Hotéis InterContinental do Sul da Europa têm novo director comercial
Marketeer
Nestlé lança nuggets e hambúrgueres vegetarianos