Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Renault segura liderança do mercado português

renaultlogo A Renault segurou em Março a sua liderança no mercado de ligeiros em Portugal, com 2956 unidades vendidas em Março e um total de 6512 registos, no primeiro trimestre do ano. A marca francesa chegou ao final de Março com uma quota de 12,31%, um recuo de 1,24 pontos face ao  primeiro trimestre do ano passado. A marca lidera o mercado de ligeiros de passageiros e de comerciais ligeiros. A Peugeot cresce 41,6% no trimestre, batendo a média do mercado. Mantém-se no segundo lugar do ranking e reduz a metade a sua desvantagem face à Renault, em ternos de quota de mercado. Todas as restantes marcas do Top 10, onde a Ford entra por troca com a Audi, ganham terreno à Renault e, com excepção da BMW e Opel, todas elas crescem acima da média de mercado. Ligeiros de passageiros No mercado de ligeiros de passageiros, a Renault segura a sua quota no trimestre, com mais de 5200 unidades, capitalizando o sucesso do mini SUV Captur e as sólidas posições no mercado do utilitário Clio e do compacto Mégane, suportadas por uma agressiva política de promoções. A Peugeot aproxima-se da líder. A entrada no mercado da 308 SW, num segmento onde as vendas de carrinhas têm um grande peso, justifica o sucesso da marca francesas, que continua a ter no subcompacto 208 um dos seus bastiões do mercado. Volkswagen, Fiat, Ford e Citroen também ganham quota, neste último caso devido ao sucesso do C4 Cactus. A Volkswagen combina as boas prestações do Polo e Golf, com a entrada em força da nova geração do familiar Passat. No campeonato das marcas premium, a BMW bate a rival Mercedes-Benz, embora por uma margem escassa de apenas 55 unidades. A Nissan cresce 72%, subindo à 6.º posição do ranking, ultrapassando Opel, Citroen e Audi, e comprovando a excelente prestação do novo Nisssan Qashqai, que se mantém como líder incontestado entre os SUVs compactos., apesar de uma concorrência cada vez mais forte. De registar as excelentes prestações da Dacia, Volvo e Kia, que se aproximam cada vez mais do top 10. Os novos Smart garantem um crescimento de 50% nas vendas da marca, face aos registos do primeiros trimestre do ano passado. Comerciais Ligeiros No mercado dos comerciais ligeiros, a Renault acusa uma quebra de vendas de 18% face ao primeiro trimestre do ano passado e um recuo de 8 pontos na sua quota de mercado. Peugeot e Citroen, os seus rivais mais directos, crescem 47% e 40%, respectivamente, fechando o trio de marcas com mais de 1000 unidades nos primeiros três meses do ano. Capitalizando com as novas versões dos seus furgões médios e compactos, as duas marcas do grupo PSA reduzem as suas diferenças de quota face ao líder Renault, de mais de 15 pontos, há um ano, para pouco mais de 4 pontos. A Volkswagen mantém-se como a primeira marca não francesa, embora perdendo terreno para a Toyota, que ocupa a posição imediata no ranking. A Fiat recua 13,2% no trimestre e vê a sua 6.ª posição ameaçada pela Opel e Ford, que quase duplica as suas vendas face aos registos de um ano, devido ao sucesso do novo furgão compacto Torneo. Fiat, Opel e Ford fecham o trimestre separadas por apenas 15 unidades. Mercedes-Benz, Iveco, Nissan e Seat são as outras marcas que crescem acima da média e ganham quota de mercado. Descarregue o ficheiro da ACAP em excel, aqui.]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Marketeer
Lego lança minissérie no YouTube