Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Novo Renault Espace chega em Maio com preços a partir de €42.040

Espace A Renault apresentou à imprensa portuguesa o novo Espace na cidade francesa de Nimes, tendo já revelado a sua data de chegada ao mercado nacional e os preços. O Espace 2015 substitui a anterior geração do grande monovolume que a marca francesa lançou em 2002 e que foi alvo de actualizações em 2010 e 2012. Assim, a quinta geração do Espace tem chegada prevista ao mercado na segunda quinzena de Maio, com os preços a iniciarem-se nos €42.040 para a versão 1.6 dCi de 130 cv com caixa manual de seis velocidades no nível de equipamento ZEN. Já a versão Diesel mais potente, assente no bloco 1.6 dCi de 160 cv e com caixa EDC de seis velocidades, tem um custo de €44.540 para o nível de equipamento ZEN, elevando-se para os €51.940 para o nível de equipamento mais completo, denominado Initiale Paris. A versão gasolina TCe de 200 cv apenas estará disponível por encomenda. De fora dos planos da marca estão as versões híbrida e 4×4 (tracção integral) por uma questão de preço. Predicado importante para este modelo é o seu posicionamento como Classe 1 nas portagens. O novo Espace é inspirado no concept Renault Initiale Paris, apresentado no Salão Automóvel de Frankfurt, em 2013, perdendo o seu ar de monovolume familiar e ganhando um mais actual look de crossover. Uma resposta às tendências do mercado europeu e português, de quebra de vendas de monovolumes em substituição dos SUV e crossovers. O Espace estará disponível em versões de cinco ou sete lugares. A versão cinco lugares é de série, sendo a terceira fila de bancos uma opção (€900 no nível ZEN e €1200 para o nível Initiale Paris). É o primeiro Renault a utilizar a plataforma modular CMF. Com 4,85 m de comprimento, 1,68 m de altura e 1,87 metros de largura, o Espace 2015 entra na categoria dos grandes crossovers, sendo 19 centímetros mais largo, um centímetro mais curto e 12 centímetros mais baixo que a geração anterior. Em linha com a sua pretensão crossover, a distância ao solo foi aumentada em 4 centímetros. É 250 kg mais leve que a actual geração, graças ao uso de alumínio nas portas e de fibra plástica Noryl no pára choques dianteiro e no portão da mala traseira. Espace2 Em configuração de cinco lugares, a mala tem uma capacidade de 660 litros, que pode ser aumentada até um máximo de 2040 litros, com o rebatimento das duas filas traseiras de bancos. O rebatimento pode ser comandado através do enorme ecrã do sistema multimédia ou pressionando um botão, ao lado de cada banco. Um sensor abre o portão da mala automaticamente, quando passamos o pé sob o para-choques traseiro. Uma funcionalidade muito útil quando estamos com ambos ao braços ocupados. A gama de motores desdobra-se pelo Diesel Energy dCi de 130 cv, pelo Diesel biturbo  Energy dCi 160 Cv EDC e pelo turbo gasolina Energy  TCe 200 Cv EDC, embora este último apenas esteja disponível por encomenda no mercado nacional. O motor de 130 Cv está associado a uma caixa manual de seis velocidades, enquanto os de 160 Cv e 200 Cv dispõem de transmissões automáticas EDC de dupla embraiagem com 6 e 7 velocidades, respectivamente. Todos os motores vêm com Start & Stop de série. O Espace dispõe ainda do sistema de quatro rodas direccionais 4Control, já conhecido em algumas versões topo do familiar Laguna. As rodas traseiras podem rodar na mesma direcção das rodas dianteiras, ou na direcção oposta, consoante as necessidades, para facilitar as manobras. Em velocidades baixas fazem-no em sentido contrário, para melhorar o raio de viragem. Em velocidades mais elevadas, o Espace vira as quatro rodas na mesma direcção, melhorando a estabilidade em curva. Há quatro modos de condução – Confort, Eco, Neutro e Sport – que alteram a resposta do acelerador, a dureza da suspensão, a direcção e o sistema 4Control. Nas versões com transmissão automática, o sistema actua também sobre as relações de caixa. Há ainda uma quinta opção (Perso), que permite configurar o Espace ao gosto do condutor. Dependendo do modo de condução seleccionado, a cor da iluminação interior pode ser verde, azul, amarela, vermelha ou roxa. O painel de instrumentos convencional foi substituído por um ecrã TFT, que fornece todas as informações úteis ao condutor e que é complementado por um Head Up Display. Espacepainel Consoante o nível de equipamento, o novo Espace pode dispor de faróis LED, radares frontal, lateral e traseiro, e tejadilho panorâmico. O sistema multimédia R-Link de segunda geração tem um ecrã táctil de 8,7 polegadas na consola central, que comanda o computador de bordo e os sistemas de navegação e multimédia com ligação à Internet.   EspacetabletEspaceinterior]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Carlos Coelho no encerrramento da XVIII Conferência Human Resources
Marketeer
Dona da Louis Vuitton investe em marca optimista