Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Mercedes-Benz com planos ambiciosos para a gama desportiva AMG

amg A Mercedes-Benz parece empenhada em fazer real concorrência à divisão desportiva da BMW, a M Performance, preparando uma série de lançamentos com o cunho AMG de aptidões mais desportivas. Segundo informações recolhidas pela revista britânica Top Gear, a marca de Estugarda tem na calha uma série de modelos e versões de altas performances. Em declarações àquela publicação, o responsável máximo da AMG, Tobias Moers, refere que existirá uma versão mais potente e dinâmica do AMG GT (mas não um Black Series) com potência em redor dos 550 cv: “trata-se, mais ou menos, de uma versão de estrada do GT3, por assim dizer. É o nível seguinte em termos de performances, o que quer dizer potência, prestações em pista… tudo! Aerodinâmica, pneus, o conjunto completo”, é citado Moers, deixando escapar ainda que “o carro é fantástico”. Mas não é tudo: na calha está também uma versão híbrida/eléctrica do AMG GT, embora ainda nada tenha sido decidido a este respeito, havendo ainda a destacar a possibilidade de se produzir um GT4, mas uma vez mais, Tobias Moers, mencionou que ainda nenhuma decisão tinha sido tomada quanto a uma eventual passagem à produção deste AMG GT mais extremo. “Estamos a considerar um GT4 a partir do AMG GT. Não temos uma ideia clara de como o mercado iria reagir. Existe interesse? Não sabemos. Mas sabemos que não temos nada nessa gama, na área de um modelo GT4”, referiu. Uma versão Black Series GT também deverá chegar dentro de cerca de dois anos, com valores de potência em redor dos 600 cv. Também o C63 AMG poderia receber uma variante Black Series, com uma especificação de motor própria e não uma derivada do hipotético AMG GT Black Series: “Penso que temos de ter um motor exclusivo para o Black Series na gama GT”, indicou. Além destes, os próximos anos também trarão novas versões para o A45 AMG e para o SLK 55 AMG: o primeiro contará com potência superior aos actuais 355 cv, enquanto o segundo vai receber uma actualização completa, com especial incidência para a dinâmica de condução, na medida em que Moers considera este modelo como aquele que mais precisa de algum trabalho. Por outro lado, enquanto o AMG GT vai recebendo honras de destaque, o SLS AMG não tem previsto qualquer substituto, deixando vago o lugar de topo entre os superdesportivos da marca de Estugarda. Resta saber como a divisão desportiva da BMW vai reagir e, claro, os rivais de Ingolstadt, a Audi.]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus