Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Eléctricos em Portugal duplicam nos dois primeiros meses do ano

Nissan Leaf flourescente em Oss As vendas de carros eléctricos em Portugal duplicaram nos dois primeiros meses deste ano, embora o valor em percentagem (0,1%) seja ainda muito reduzido. Os dados são da Agência Europeia do Ambiente e calcula-se que a origem deste surto esteja consubstanciada nos incentivos fiscais introduzidos a partir de Janeiro. Em números absolutos, houve 52 carros eléctricos entre os cerca de 26.000 ligeiros de passageiros comercializados em Janeiro e Fevereiro, segundo dados da ACAP – Associação Automóvel de Portugal. No ano passado, no mesmo período, foram vendidos apenas 27. Este valor, relativamente aos dos automóveis de outras fontes de energia, indicam que apenas um em cada 500 automóveis ligeiros novo é eléctrico. Em 2014, na União Europeia, as vendas de carros eléctricos representaram apenas 0,3% dos carros novos, o que significa um total 38 mil automóveis vendidos. Desse número, dois terços foram apenas para três países: França (10.730), Alemanha (8575) e Reino Unido (6692). Em Portugal, foram 196. Os fabricantes têm investido neste tipo de mobilidade verde ao ter sido fixada, em 2009, uma meta europeia que exige que em 2021 sejam lançadas 95 gramas de CO2 por quilómetro rodado. Até agora, a situação tem vindo a evoluir a um bom ritmo: os 12,5 milhões de automóveis ligeiros vendidos na Europa em 2014 emitiam, em média, 123,4 gramas de CO2 por quilómetro rodado, representando uma queda de 2,6% em relação a 2013 e de 12% em relação a 2010.]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Da sustentabilidade às Pessoas: o propósito para Sonae MC, Fidelidade e Randstad
Marketeer
7 sugestões de Halloween na Quinta do Lago