Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Reestruturação da empresa proprietária da Saab concluída com sucesso

saab Tendo atravessado um período conturbado nos últimos três anos, a Saab parece agora estar no rumo certo para a sua recuperação. Há cerca de três anos, a marca entrou em insolvência, tendo sido ‘salva’ pela NEVS (National Electric Vehicle Sweden AB) que, no entanto, em Agosto de 2014 se viu, pelo seu lado, forçada a entrar num processo de reestruturação depois de ter entrado em insolvência. Em Fevereiro, no âmbito desse processo, a NEVS procurou da parte dos seus credores uma redução das suas dívidas de forma a poder reorganizar-se e acertar um caminho para o ‘renascimento’. Esse perdão seria vital para uma possível aliança com duas marcas de renome, as quais não foram reveladas, embora rumores apontassem para a indiana Mahindra e para a chinesa Dongfeng. Esse perdão de dívida assentava numa redução em 50% das dívidas acima das 500 mil coroas suecas (cerca de 52 mil euros), numa medida que seria aplicável a 104 das 573 entidades credoras e que surgia como alternativa preferencial face à eventual falência da companhia. Hoje, porém, a NEVS anunciou que chegou ao final da fase de reestruturação, podendo agora concentrar-se no objectivo de relançar a marca através de novos modelos eléctricos. Eis o que a NEVS revelou num comunicado: “O Tribunal Distrital de Vänersborg decidiu hoje, 15 de Abril de 2015, que a reorganização da NEVS poderá terminar uma vez que o objectivo de reorganização está completo. A reorganização da NEVS foi iniciada a 29 de Agosto de 2014 por um período de três meses. A reorganização foi prolongada por mais três meses em duas ocasiões, 11 de Dezembro de 2014 e 11 de Março de 2015. A 23 de Março de 2015 o Tribunal Distrital de Vänersborg aprovou a proposta de acordo da NEVS após votação em que 98,2% dos credores representando 98,6% do valor em dívida foi a favor do acordo. A 14 de Abril, a aprovação do acordo pelo Tribunal Distrital tornou-se legalmente válida”. A título informativo, recorde-se que a NEVS chegou a retomar a produção do 9-3 na fábrica de Trollhättan, na Suécia, embora com motores térmicos e não eléctricos, principal objectivo da NEVS quando adquiriu a marca sueca.]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Da sustentabilidade às Pessoas: o propósito para Sonae MC, Fidelidade e Randstad
Marketeer
7 sugestões de Halloween na Quinta do Lago