Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Opel Adam S: Pequeno endiabrado

Motor vigoroso Ao cabo de alguns quilómetros facilmente se percebe que o Adam S é realmente diferente de qualquer outro modelo da gama. A aceleração é feita de forma rápida e pronta (0 aos 100 km/h em 8,5 segundos), ajudada pelas três primeiras relações iniciais mais curtas, que favorecem a utilização em estradas sinuosas. O fôlego deste bloco sobrealimentado é igualmente notório nas recuperações, sempre lestas, embora seja preferível manter o motor acima das 2000 rpm para se aproveitar da melhor forma o seu fulgor, até porque os 220 Nm de binário máximo são obtidos às 3000 rpm. Ou seja, preferencialmente, se o objectivo for diversão ao volante, não se acanhe em levar o motor para uma faixa de rotações mais elevada… A caixa de seis velocidades também contribui para a boa impressão geral do conjunto, sendo realmente apelativo explorar as três primeiras relações e até certo ponto a quarta, sendo que as outras duas estão mais pensadas para as deslocações em vias rápidas (os consumos ‘obrigam’…). De resto, apenas uma ressalva para a existência de alguma rispidez no manuseamento da caixa, embora isso seja facilmente explicável pela baixíssima quilometragem (700 km) da unidade ensaiada. No cômputo geral, a actuação do binómio motor-caixa acaba por fazer lembrar um pouco do que eram os pequenos desportivos da década de 1990, quando os automóveis para a cidade também podiam ser emotivos. A aposta numa condução mais espirituosa acaba por ter reflexo nos consumos, com a média do ensaio a ascender aos 7,3 l/100 km, acima dos 5,9 l/100 km anunciados pela marca. Contudo, atendendo à forma voluntariosa com que se deixa levar por curvas e contra-curvas, até acaba por ser um valor lisonjeiro, para mais se se tiver em conta a já referida questão da baixa quilometragem da unidade ensaiada. Em cidade, onde é mais penalizado, o start-stop ajuda a conter os gastos de gasolina, actuando com rapidez a ligar o motor. Cumprindo a norma Euro 6, as emissões poluentes deste motor ficam-se pelos 139 g/km de CO2. [easingslider id=”10653″] Pronto para as curvas Mas não é só o motor sobrealimentado que merece destaque neste Opel. O comportamento dinâmico é um ponto bastante forte, com uma atitude desportiva reveladora da boa base oferecida pelo chassis do Adam, oferecendo grande confiança ao condutor: é fácil atirar o Adam S para uma curva sabendo que a frente e a traseira vão obedecer. Para este efeito, muito contribuem os parâmetros da suspensão e da direcção alterados, registando-se o redesenho do eixo traseiro de torção e a aplicação de novas regulações nas molas e nos amortecedores em ambos os eixos. O comportamento beneficiou, igualmente, de vias mais largas à frente e atrás – 1472 mm e 1464 mm, respectivamente –, conferindo ao Adam S um equilíbrio assinalável para um citadino. Apenas a precisão da direcção em velocidades mais altas merece algum reparo, exigindo correcções constantes para manter o Adam a direito a velocidades de cruzeiro. A travagem fica a cargo de um mordaz sistema com travões de disco dianteiros ventilados de 308 mm de diâmetro, os quais transitam do Corsa OPC da anterior geração. Firme ‘ma non troppo’ A suspensão firme não chega a ser demasiado desconfortável (mesmo com as jantes de 18” como as do modelo ensaiado e que estão disponíveis como opcional), num bom compromisso entre dinâmica e refinamento, sobressaindo igualmente pela solidez de rolamento e pelo trabalho de insonorização feito no habitáculo. A este nível, o Adam S destaca-se pelo ambiente mais cuidado, com a presença de bons materiais no tablier e nas portas, mas também pela qualidade da construção. Para esta versão S, importa mencionar elementos específicos como o volante desportivo em pele, punho especial da alavanca da caixa de velocidades e os bancos desportivos Recaro que oferecem excelente suporte lateral. De série nesta versão contam-se também o ar condicionado automático e o sistema de infoentretenimento Intellilink, que permite conectividade a smartphones e acesso a diversas aplicações. Mas nem tudo são maravilhas neste Opel Adam S: os dois lugares traseiros oferecem pouco espaço para adultos (além de acesso mais propício a ginastas) e a bagageira não vai além dos 170 litros, expansível para os 484 litros com o rebatimento dos bancos traseiros. Além de que a boca da mala tem a sua parte inferior muito elevada em relação ao solo. Por fim, o preço pouco abaixo dos 20.000 euros (é proposto a partir de 19.990 euros) pode demover alguns dos entusiastas, mas atendendo à especificidade deste modelo e às emoções oferecidas, acaba por ser um caso muito especial neste segmento. Tanto mais que fica posicionado abaixo daquele que tem de ser considerado o seu maior rival, o Abarth 500. Como já se referiu, o Adam S consegue replicar o ‘feeling’ dos pequenos desportivos de há duas décadas e isso é um valor verdadeiramente positivo. FICHA TÉCNICA Motor        4 cilindros em linha, transversal, injecção directa, turbo Cilindrada (cc)       1364 Diâmetro x curso (mm)             72,5×82,6 Taxa compressão       9,5:1 Potência máxima (cv/rpm)     150/5000 Binário máximo (Nm/rpm)     220/3000-4500 Tracção     Dianteira Caixa         Manual de 6 velocidades Comp./largura/altura (mm)    3708/1966/1484 Distância entre eixos (mm)      2311 Largura de vias fte/trás (mm)                1472/1464 Travões fr/tr     Discos ventilados/discos maciços Peso (kg)   1178 Bagageira bancos traseiros subidos/rebatidos (l)         170/484 Depósito (l)       35 Velocidade máxima (km/h)     210 Aceleração 0-100 km/h (s)      8,5 Consumos Extra-urbano/urbano/misto (l/100 km)          4,9/7,6/5,9 Emissões de CO2 (g/km)           139 Pneus série        215/45 R17 Pneus do modelo ensaiado         225/35 R18 Preço     €19.995 Equipamento Série Airbag para condutor e passageiro (desligável) Airbags laterais dianteiros Airbags de cortina Controlo electrónico de estabilidade (desligável) ABS Cintos dianteiros com pré-tensores e limitadores de esforço Assistente aos arranques em subida Fixações Isofix Ar condicionado automático Computador de bordo Cruise control Banco traseiro rebatível 50/50 Volante em pele regulável em altura e profundidade Volante multifunções Direcção assistida eléctrica Sistema multimédia IntelliLink com rádio, MP3, Bluetooth, USB e Aux. Sistema áudio com 7 altifalantes Vidros eléctricos FR. Faróis de nevoeiro Sistema de monitorização da pressão dos pneus Bancos desportivos Recaro forrados a couro e tecido Jantes de liga leve de 17″ (pneus 215/45 R17) Kit anti-furo Pedais em alumínio Espelhos retrovisores exteriores com regulação eléctrica Fecho centralizado com comando à distância Vidros traseiros escurecidos Opcionais na versão ensaiada Pack Iluminação e Visibilidade (sensores de chuva e de luz e espelho retrovisor interior electrocromático) 150€ Pintura metalizada 460€ Jantes de liga leve de 18” (pneus 225/35 R18) 800€ Pack Decoração Interior Couro (aplicações em couro colorido no volante, alavanca da caixa e travão de mão) 100€]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Da sustentabilidade às Pessoas: o propósito para Sonae MC, Fidelidade e Randstad
Marketeer
7 sugestões de Halloween na Quinta do Lago