Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Piech deixa presidência da Volkswagen (actualizada)

Ferdinand-Piech-01 Após duas semanas de turbulência na direcção do grupo Volkswagen, Ferdinand Piech (foto) decidiu apresentar a demissão do cargo de presidente do Conselho de Administração da companhia (chairman). Recorde-se que Piech havia provocado uma situação de elevada instabilidade no seio do grupo germânico ao criticar Martin Winterkorn, CEO e presidente do Conselho Executivo da Volkswagen, numa entrevista à revista alemã Der Spiegel. Nessa entrevista, Piech chegou mesmo a garantir que Winterkorn não seria reconduzido no cargo e que o seu substituto até já estaria escolhido entre os quadros de topo do grupo. As declarações de Piech levaram a uma guerra aberta com Winterkorn, que agora tem um ponto final com a saída do primeiro. No final da semana passada, Piech reuniu-se em Salzburgo com outros cinco membros do Conselho de Supervisão para procurar uma solução, mas ficou isolado e viu-se forçado a conceder o seu apoio a Winterkorn. Contudo, ao longo dos dois últimos dias, voltaram a surgir informações de que Piech estaria a tentar forçar a saída de Winterkorn do grupo Volkswagen (falando-se na possibilidade de Thomas Mueller, CEO da Porsche, vir a ocupar o seu cargo), algo que não terá agradado a alguns dos membros accionistas, nomeadamente ao Estado da Baixa Saxónia, que detém 20% do capital do grupo. Em comunicado, a Volkswagen explica ainda que Ferdinand Piech, cuja ligação à marca germânica leva já várias décadas, também se demite, com efeito imediato, do cargo de membro do Conselho de Supervisão da empresa, onde era um dos representantes da família Porsche, maiores accionistas privados do grupo Volkswagen. “Os membros do comité de Direcção chegaram a um consenso e decidiram que, à luz do que tem acontecido nas últimas duas semanas, a confiança mútua necessária para uma cooperação com sucesso já não existia”, informa um comunicado do Conselho de Supervisão. Wolfgang Porsche, primo de Ferdinand Piech e presidente do Conselho de Supervisão da Porsche Automobil Holding, a sociedade que agrega das participações das famílias Porsche e Piech no grupo Volkswagen, afirmou: “Temos total confiança no Conselho Executivo do grupo Volkswagen e lamentamos profundamente os desenvolvimentos dos últimos dias. Agradecemos a Ferdinand Piech por décadas de serviço extraordinário e de grande sucesso prestados  ao grupo Volkswagen. A nossa grande lealdade para com o grupo  e os seus 600 mil empregados permanece inalterada e assumimos as nossas responsabilidade como principal accionista”. Berthold Huber irá temporariamente assumir a liderança do Conselho de Supervisão até à eleição de um novo chairman. Acompanhe a crise de liderança da Volkswagen, aqui.]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Carlos Coelho no encerrramento da XVIII Conferência Human Resources
Marketeer
Dona da Louis Vuitton investe em marca optimista