Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Dois exemplares clássicos da Ferrari vão a leilão no Reino Unido

[easingslider id=”12874″]

Dois icónicos modelos da Ferrari vão a leilão em Outubro, sendo de esperar que a sua venda resulte em mais uma soma astronómica. Os dois exemplares que serão colocados em leilão serão um 250 GT SWB de 1960 e um 275 GTB/4 de 1967, os quais pertenceram anteriormente ao coleccionador Richard Colton, que ao falecer deixou o seu legado de automóveis ao Royal National Lifeboat Institution (RNLI).

O leilão será organizado pela H&H Classics, experiente casa dedicada a modelos clássicos, estando agendado para o dia 14 de Outubro de 2015 no Imperial War Museum, em Cambridgeshire, maior centro histórico de dedicado à aviação.

Este legado foi deixado por Colton à RNLI, que pediu que após a sua morte o dinheiro recolhido com a venda dos seus carros fosse utilizado na construção de um novo navio salva-vidas denominado ‘Richard and Caroline Colton’ em sua honra e da esposa.

O 250 GT SWB (short-wheelbase) tem o número de chassis 1995GT e é um de apenas 167 unidades produzidas desta versão. Dessas, dez foram vendidas no mercado britânico, sendo um dos Ferrari mais valiosos a par do 250 testa Rossa e do 250 GTO. O 250 GT SWB conta com um motor de 3.0 litros, que aliado a chassis mais leve, suspensão avançada para a época e a discos de travão nas quatro rodas providenciavam uma experiência de condução mais desportiva para a época. O modelo em questão tinha já diversos elementos preparados para competição, como o motor, caixa de velocidades, depósito de combustível e diferencial autoblocante. Mais interessante é o facto de nunca ter sido restaurado, mantendo-se num formato de época. Colton adquiriu este 250 GT SWB com a cor Rosso Corsa, registado com a matrícula ‘574 NOT’ no final da década de 1970, tendo sido utilizado de forma frequente pelo seu proprietário.

Quanto ao outro Ferrari, o 275 GTB/4, com chassis número 101177GT, conta com motor de 300 cv e apenas foram produzidos 350 unidades, das quais 27 foram vendidas no Reino Unido. Entre os seus proprietários famosos contam-se Steve McQueen, que ajudou a acentuar a fama e o carisma deste modelo. No caso do veículo de Colton, este 275 GTB/4 foi utilizado para viagens frequentes na Europa e no Reino Unido, tendo passado pela Escócia, Suécia, Itália e França. A sua manutenção foi levada a cabo de forma rigorosa por especialistas da marca de Maranello.

Richard Colton foi um empresário de sucesso e de renome na área do calçado no Reino Unido, que ao longo de mais de 40 anos se dedicou a coleccionar automóveis. Por respeito aos homens e mulheres que arriscam as suas vidas no mar, Colton decidiu que após a sua morte os dois Ferrari deveriam ser vendidos e as receitas entregues à RNLI.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Carlos Coelho no encerrramento da XVIII Conferência Human Resources
Marketeer
Dona da Louis Vuitton investe em marca optimista