Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Noruega reduz incentivos na compra de eléctricos

Nissan_Leaf_in_bus_lanes_Norway

O estado norueguês vai diminuir gradualmente os incentivos à compra de veículos eléctricos até 2020, devido ao elevado custo que estas medidas têm vindo a significar para a economia do país.

Com 25% do seu parque automóvel constituído por veículos eléctricos, o sucesso deste segmento é proporcionado pela isenção no pagamento de estacionamento e portagens e pela utilização de faixas reservadas a transportes públicos. Um estudo realizado pela Statistisk sentralbyra, órgão oficial de estatísticas da Noruega, conclui que, ao longo de oito anos, o estado norueguês gasta, por cada automóvel eléctrico vendido, cerca de 9867 euros.

No entanto, o custo que estes incentivos têm vindo a significar para o estado começam a levantar algum criticismo que foi ouvido pelo governo norueguês, que decidiu que apenas até 2017, este tipo de automóveis estarão livres de impostos.
Os condutores de eléctricos terão então de pagar metade da licença de condução até 2018 e a sua totalidade a partir de 2020.

As novas medidas dão ainda às autoridades locais o poder de decidir se os eléctricos podem estacionar gratuitamente e usar as faixas exclusivas para transportes públicos.

Actualmente há 50 mil veículos eléctricos na Noruega, país que é considerado a capital dos carros eléctricos. Perto de 100% da energia utilizada para o recarregamento deste veículos é gerada por centrais hidroeléctricas, tornado esta uma das frota de automóveis mais limpas do mundo.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Marketeer
Lego lança minissérie no YouTube