Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Futuros gestores do Metro e Carris poderão ter de despedir 600 colaboradores

Procura-479x298-2Os cadernos de encargos sobre a venda dos serviços do Metro e da Carris a privados permitem aos futuros gestores despedir pelo menos 600 colaboradores, conforme adianta a Antena 1. Sérgio Monte, do sindicato dos Transportes, diz que a garantia do Governo em como não haveria despedimento colectivo já não está “em cima da mesa”.

Além disso, a proposta do Governo prevê ainda uma factura do Estado que pode chegar aos 230 milhões de euros anuais na compensação dos privados.

Recorde-se que para a subconcessão do Metro de Lisboa e da Carris, o Governo lançou dois concursos em separado que pretende encerrar ainda antes das eleições legislativas.

Tal como já é sabido, os trabalhadores de ambas as empresas estão descontentes com a ideia e já têm marcadas mais greves. O metro irá parar na próxima quinta-feira, dia 14 de Maio, e os trabalhadores da Carris protestam a 19.

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Neves de Almeida HR Consulting nomeia CEO
Marketeer
Renault testa serviço de carsharing com veículos autónomos