Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Ghosn garante estabilidade na aliança Renault-Nissan

renault-nissan

Depois de o estado francês ter aumentado a sua presença no grupo Renault com vista a garantir o sistema de duplo voto, Carlos Ghosn afirma que não serão efectuadas mudanças na aliança Renault-Nissan, segundo a Automotive News Europe.

Neste momento, o governo francês detém perto de 20% do fabricante, tendo aumentado a sua presença na empresa com o objectivo de salvaguardar os interesses da Renault, segundo o ministro da Economia de França, Emmanuel Macron.

Contudo, apesar das dúvidas em relação à estabilidade da aliança, Ghosn garantiu, em declarações no Japão, que a companhia franco-nipónica está estável e que “é preciso ter uma razão forte, estratégica ou operacional, para fazer uma mudança”.

A Renault detém neste momento 43% da Nissan, enquanto o fabricante japonês tem uma quota de 15% do fabricante francês. Depois do investimento estatal, alguns analistas esperavam que Ghosn reduzisse a sua presença na Nissan para menos de 40%, o que levaria à restauração dos direitos de voto do fabricante nipónico na Renault.

Saiba mais sobre o investimento francês na Renault, aqui.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus