Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

BMW revela 3.0 CSL Hommage em todo o seu esplendor

[easingslider id=”14404″]

Numa homenagem ao icónico 3.0 CSL, a BMW revelou no Concurso de Elegância de Villa d’Este uma visão moderna e vanguardista desse mesmo modelo, denominada 3.0 CSL Hommage, idealizada e concebida pela equipa de Design da marca bávara.

A sigla CSL representa ‘Coupé Sport Leichtbau’, ou seja coupé, sport e leveza, com o modelo da década de 1970 a recorrer a alumínio para o capot, ilhargas e tampa do porta-bagagens, contando ainda com janelas em Plexiglas para baixar o peso total. No total, aquele BMW era cerca de 200 kg ais leve do que a versão ‘gémea’ de que derivava, o 3.0 CS.

Contudo, na era moderna, a BMW recorreu para a sua homenagem a materiais compósitos, nomeadamente a fibra de carbono, conseguindo assim mais rigidez estrutural e maior leveza de conjunto.

Esteticamente, o BMW 3.0 CSL Hommage adopta uma postura agressiva e musculada, com deflectores de ar, cavas das rodas pronunciadas e elementos de aerodinâmica pensados para aperfeiçoar o fluxo de ar em redor da carroçaria. O proeminente spoiler traseiro incrementa a carga aerodinâmica no eixo traseiro, enquanto a cor amarela (Golf Yellow) torna este BMW mais distintivo.

A típica grelha dianteira da BMW conta com desenho reformulado, surgindo mais longa e próxima dos modelos clássicos da marca germânica, ao passo que os faróis também oferecem um desenho mais esguio com tecnologia Laser e LED integrada. Na frente, destaque ainda para o splitter em fibra de carbono.

Com capot alongado e linha do tejadilho bastante baixa, o 3.0 CSL Hommage sobressai também pelas imponentes jantes de 21” pintadas de negro, apresentando pequenas lâminas para melhor fluxo de ar em redor das jantes.

No interior, o foco volta a estar no baixo peso, com os elementos considerados supérfluos retirados do habitáculo, contando com elevada presença de fibra de carbono, sendo que o único elemento semelhante a madeira surge no painel de instrumentos, numa clara evocação do 3.0 CSL original. Os bancos são inspirados no mundo da competição, com cintos de segurança de seis pontos, extintor e interruptores para corte de corrente e para o sistema de extintores. Os únicos elementos presentes na traseira são os dois capacetes, integrados no túnel da transmissão e presos por um cinto quando não estão em utilização. No lugar dos bancos traseiros surgem coberturas para o sistema de acumuladores de energia eBoost.

Sobre a vertente técnica, pouco é referido pela marca germânica, sendo apenas referido que este concept recorre a um motor de seis cilindros em linha em união com a tecnologia eBoost, ou seja, um conjunto híbrido.

“Os nossos modelos Hommage não só demonstram quão orgulhosos estamos do nosso legado, mas também o quão importante o passado pode ser na definição do futuro. O BMW 3.0 CSL Hommage representa um aceno aos feitos de engenharia exemplificados pelo BMW 3.0 CSL no seu desenho ligeiro e de performance”, refere Adrian van Hooydonk, vice-presidente do Grupo de Design da BMW.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus