Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Suzuki Celerio: o amante da cidade e da carteira

301

O Suzuki Celerio, substituto do antigo Alto, chega ao mercado como um dos citadinos mais acessíveis, apostando em características como o espaço interior e ao preço contido para se destacar da apertada concorrência no seu segmento.

A unidade ensaiada é a mais bem equipada das três disponíveis, a GLX, tendo como preço base 12.228 euros. Contudo as campanhas de financiamento – comercial com desconto directo em PVP de 1413 euros e a campanha Suzuki Santander Consumer de 600 euros – reduzem o preço para 10.215 euros ainda que sem despesas administrativas, taxas e pintura metalizada. Só pelo preço poder-se-ia desde já concluir que é uma aposta interessante por parte da Suzuki que tenta oferecer uma boa relação qualidade/preço.

À primeira vista, o Celerio tem um “look” simples, embora as cores possam desde já ser uma das suas pequenas irreverências. O facto de ter cinco portas melhora a acessibilidade, concorrendo com automóveis como o Kia Picanto e o Opel Karl nesse aspecto, destacando-se assim pela facilidade de acesso ao habitáculo. Aqui volta a imperar a simplicidade, predominando os plásticos rijos, enquanto os estofos padronizados oferecem um pouco de alegria no habitáculo. E, embora este possa parecer um aspecto menos positivo, é certo que os acabamentos estão bem conseguidos, pelo que o decorrer dos anos poderá não ser um problema para o cliente.

Um dos aspectos a ter em conta neste carro é sem dúvida o espaço oferecido, sendo a bagageira (254 litros) e os bancos traseiros generosos para viagens de curtas e médias distâncias, mesmo que três adultos atrás só mesmo para trajectos menos prolongados.

Como equipamento de série, o Celerio conta com ar condicionado manual, quatro vidros eléctricos, fecho centralizado, ligação Blutetooth, entrada USB, airbags de cortina, jantes em liga leve de 14 polegadas, espelhos retrovisores eléctricos e grelha cromada.

Em termos de condução este é claramente um citadino que se dá melhor na cidade, dada a sua agilidade e posição de condução confortável, preferindo terrenos urbanos ao invés das auto-estradas e outros percursos que exigem maior esforço e velocidades mais altas. As recuperações do motor são algo demoradas, pelo que é obrigatório redobrar a atenção em caso de ultrapassagens. Nas subidas, o recurso à caixa de velocidades é também quase imperativo, embora mais não possa a ser exigido a um automóvel deste segmento, que mostra a sua mais-valia na cidade, onde é lesto nas respostas.

Com apenas um motor de 1.0 litro a gasolina, o Celerio debita 68 cv e gasta em média 4,3 l/100km (anunciados). O seu binário máximo é de 90 Nm às 3500 rpm e as emissões de CO2 situam-se nas 99 g/km. Esta motorização, conhecida por K10B, provinha do Suzuki Alto mas recebeu melhorias que a tornaram mais eficiente e económica.

305

Veredicto

No mercado português, em específico, o Celerio encontrará muitos rivais num segmento que é dos mais concorridos e que se revela bastante importante para os construtores. Para este Suzuki, o preço e o espaço são ‘armas’ importantes que podem fazer a diferença, mas que terão pela frente vantagens técnicas por parte de outros citadinos. Contudo, o Celerio é um automóvel ‘honesto’, que cumpre com o que promete e que se revela ideal para alguém que precise de um veículo seguro, acessível, económico e compacto para circular em ambiente urbano.

FICHA TÉCNICA

Motor
Tipo 3 cilindros em linha
Cilindrada 988 cc
Diâmetro x curso (mm)  73,0 x 79,5
Taxa compressão  11,0
Potência máxima (cv/rpm) 68cv/6000rpm
Binário máximo (Nm/rpm) 90Nm/3500rpm
Transmissão e direcção
Tracção Dianteira
Caixa Manual de cinco velocidades + MA
Direcção Cremalheira, com assistência electrohidráulica
Dimensões e pesos
Comp./largura/altura (mm) 3600/1600/1540
Distância entre eixos (mm)  2425
Largura de vias fte/tras. (mm)  1420/1410
Travões fr/tr. Discos ventilados/tambores
Peso (kg) 835 kg
Capacidade da bagageira (l) 254 litros
Depósito de combustível (l) 35 litros
Pneus (Série/unidade ensaiada)
165/65 R14
Prestações e consumos
Aceleração 0-100 km/h (s) 14 segundos
Velocidade máxima (km/h) 155 km/h
Extra-urb./urbano/misto (l/100 km) 5,1/3,7/4,3
Emissões de CO2 (g/km) 99g/km
Preço (Euros) 12.228 euros
Versão ensaiada (Euros) 10.215 euros (com campanhas que inclui comercial)

Conheça todos os preços aqui e o que consta como equipamento de série e opcional aqui.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Marketeer
Lego lança minissérie no YouTube