Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Novo troço do IP3 terá portagens por 30 anos

ip3-estrada

O troço de 83 km que irá ligar Coimbra a Viseu, incluído no novo projecto rodoviário do IP3, será pago através de fundos privados e pelos utilizadores, através da implementação de portagens. Para que este capital cubra as despesas da construção desta estrada a passagem neste troço será paga durante 30 anos, afirma o Diário Económico.

A mesma publicação afirma ainda que “está previsto o lançamento de uma concessão a privados como as de primeira geração, como a Brisa, em que a receita será exclusivamente baseada no risco de tráfego, sem qualquer comparticipação de verbas estatais”.

“O futuro IP3, entre Coimbra e Viseu, é de uma vital importância estratégica, tendo sido, aliás, o segundo projecto rodoviário do PETI [Plano Estratégico de Transportes e Infra-estruturas], a seguir ao Túnel do Marão, que se encontra em fase de conclusão. Claro que numa concessão deste tipo, em que o risco é integralmente privado, o seu conteúdo terá de ser flexível”, afirma António Ramalho, presidente da empresa Infraestruturas de Portugal, em declarações ao Diário Económico.

Esta decisão deverá gerar alguma contestação já que, actualmente, o IP3 é uma das principais rotas de transporte de mercadorias para exportação, com 18 mil veículos a circularem no troço diariamente.

 

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus