Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Descapotáveis para desfrutar do verão com estilo

Quando se tem um descapotável, qualquer desculpa é boa para retirar a capota e aproveitar a brisa estival. A pensar nesse desejo de uma grande parte dos condutores, muitas marcas automóveis contam nas suas gamas com modelos descapotáveis ou roadsters que permitem aos passageiros aproveitar da melhor forma as viagens no Verão, qualquer que seja o destino. Até porque a verdade é que um dos mercados em que os descapotáveis têm mais saída é no britânico…

Mais do que estilo, o qual tem um peso essencial, um bom descapotável tem também de preencher características valiosas em termos de funcionalidade e de prazer de condução.

A oferta abarca vários estilos e diversas franjas de preço, alternando entre os mais acessíveis e os mais exorbitantes, dividindo-se igualmente entre tipos de capota: rígidas retráteis ou de lona. Aqui ficam alguns dos melhores descapotáveis atualmente à venda no mercado nacional.

Audi TT Roadster

Audi_TT_10163331

A nova geração do TT Roadster chegou a Portugal em março com qualidades renovadas em termos dinâmicos (30 kg mais leve e 10 mm mais curto), apostando igualmente em maior eficiência, graças à utilização de gama de motores de última geração. Assim, as opções deste roadster desportivo assentam em três alternativas: um 2.0 TDI de 184 cv e dois 2.0 TFSI com níveis de potência diferenciados, 230 cv e 310 cv, esta última destinada à versão TTS Roadster (com tração integral quattro de série, caixa S Tronic de seis velocidades e amortecimento variável Magnetic Ride). O preço de entrada na gama é de 50.520 euros para o 2.0 TFSI.

Audi A3 Cabriolet

Também da marca de Ingolstadt surge o A3, que tem por base o modelo mais compacto, mas que oferece assim maiores valências em termos de versatilidade, possibilitando o transporte requintado de quatro passageiros. A gama assenta em diversas motorizações, sendo que a mais acessível é a 1.6 TDI de 110 cv (38.890 euros), que se assume como a base da gama deste descapotável equipado com teto em lona. As outras versões passam pelos blocos 1.4 TFSI e 2.0 TDI, ambas de 150 cv, 1.8 TFSI de 180 cv e 2.0 TDI de 184 cv.

BMW Série 2 Cabrio

Adotando a nova designação da marca bávara para a sua gama de modelos, o Série 2 descapotável recupera, no entanto, o espírito do anterior Série 1 Cabrio, promovendo uma interessante mistura entre habitabilidade (ainda que os bancos traseiros não sejam muito espaçosos) e prazer de condução, sendo elogiado pelo seu comportamento. A extensa gama de motores inicia-se com a variante 218i de 136 cv (40.100 euros) no que diz respeito à gasolina, cabendo ao 218d de 150 cv essa tarefa entre os Diesel (43.800 euros).

BMW Série 4

bmw serie 4

Tal como sucede com o Série 2 Cabrio, a versão descapotável do série 3 ganhou um novo número de série – 4 –, oferecendo visual mais desportivo e habitabilidade melhorada face ao modelo que substituiu. A gama de motorizações inicia-se com o 420i de 184 cv a gasolina (51.800 euros), ao passo que a variante Diesel de entrada é o 420d de 190 cv (54.800 euros). No topo da oferta está o M4 Cabrio, modelo que recorre a um motor de 431 cv para prestações mais entusiasmante a céu aberto. O preço dessa versão é de 106.980 euros.

Citroën C1 Airscape

Citroen_fotos_C1_12

O pequeno citadino da Citroën também conta com uma versão para desfrutar do prazer da condução a céu aberto. Pelo menos parcialmente, já que o C1 Airscape conta com tejadilho em lona retrátil que pode ser totalmente colocado para trás para aproveitar os raios de sol, sem no entanto se alterar a estrutura da carroçaria. Assim, ganha na versatilidade, mas também na habitabilidade, uma vez que as dimensões do habitáculo não são afetadas pelo esquema do tejadilho. Pode ser equipado com motor 1.0 VTi de 68 cv ou 1.2 PureTech de 82 cv, sendo que a versão de acesso custa pouco mais de dez mil euros: 12.818 euros.

Fiat 500C

60348-a-fia

Por ordem do alfabeto, o Fiat 500C surge logo a seguir ao C1 Airscape, podendo-se dizer que estes dois rivais estão assim reunidos também nesta lista. Dispondo de grande sucesso comercial, o 500 assume-se como uma escolha mais retro, uma vez que o seu estilo é claramente inspirado no 500 original. A solução de tejadilho é idêntica à do C1 Airscape, mas com a diferença de a capota poder ser completamente recolhida até ao início da tampa da bagageira. Tem opções de motor 1.2 de 69 cv, a mais acessível, a partir de 17.050 euros e 0.9 TwinAir de 85 cv e 105 cv.

Jaguar F-Type

Mais exclusivo, o Jaguar F-Type Convertible recupera o espírito desportivo dos modelos britânicos dos anos de 1960, unindo design cativante e ‘felino’ a uma gama de motores de altas prestações, a começar pela variante V6 de 340 cv de potência, com preço inicial de 94.627 euros. Com enfoque na condução, o F-Type Convertible surge em opções de tração integral ou traseira, sendo que os mais afoitos podem optar pela versão R com um V6 de 550 cv e tracção integral, por 165.490 euros.

Mercedes-Benz Classe E Cabrio

Mercedes-Benz E 350 BLUETEC Cabriolet mit Sportpaket, (A 207), 2

Enquanto a nova geração não chega, a marca conta na sua gama com um dos seus descapotáveis mais bem conseguidos esteticamente, graças a linhas desportivas e fluidas que se diferenciam vincadamente da versão berlina de que deriva. A gama estrutura-se em torno de quatro variantes de motores, a começar pela 220 BlueTEC de 170 cv (59.700 euros), passando pelas 250 BlueTEC de 2014 cv e 350 BlueTEC de 258 cv e terminando na 400 com 333 cv, sendo esta a única opção a gasolina da gama cabrio.

Mazda MX-5

mx-5_2015_action_06

Prestes a ser lançado no mercado nacional – chega em setembro – o novo Mazda MX-5 procura regressar às raízes do modelo original, promovendo elevada eficiência dinâmica, baixo peso e diversão de condução graças ao conjunto de tecnologias Skyactiv. O acesso à gama faz-se com a versão equipada com motor de 1.5 litros de 131 cv (Skyactiv-G) por 24.630 euros, ao passo que o topo de gama 2.0 Skyactiv-G de 160 cv tem um custo de 40.950 euros.

Opel Cascada

Opel-Cascada-281474

Bastante requintado, o Cascada afigura-se como um modelo esteticamente bem conseguido, com capota em lona e interior cuidado que não compromete o lado da versatilidade. A oferta no mercado nacional faz-se com quatro versões, três a gasolina e uma Diesel. A gama inicia-se, então, com o 1.4 Turbo de 140 cv, por 32.190 euros, havendo ainda a registar as variantes 2.0 SIDI de 200 cv (35.690 euros), 1.6 Turbo de 170 cv automático (36.690 euros) e 2.0 CDTI de 170 cv.

Porsche Boxster

porsche boxster

Sendo já um modelo de forte relevo na gama da marca germânica, o novo Boxster incrementou as mais-valias apresentadas pela geração anterior, sendo assim mais ágil e mais competente em termos dinâmicos. Tudo aliado a uma imagem desportiva que se inspira levemente no 911, mas com um carácter único que faz dele um desportivo altamente desejado no seu segmento. Conta no portefólio de motores com opções de 2.7 litros de 265 cv, sendo que a versão de entrada custa 67.341 euros, 3.4 litros de 315 cv e 330 cv (esta para a vertente GTS) e 3.8 Spyder de 375 cv.

Volkswagen Beetle

beetle

Reinterpretação moderna de um ícone do Século XX, o Beetle Cabrio assume-se como uma proposta mais madura e competente, estando dotado de melhores qualidades em termos de habitabilidade e de qualidade interior. E claro, aposta num sistema de teto em lona que remete para épocas mais remotas. A entrada na gama faz-se com o 1.2 TSI de 105 cv de potência (27.850 euros), sendo que a respetiva variante Diesel assenta no bloco 2.0 TDI de 110 cv (35.422 euros).

E o futuro?

O futuro deste segmento afigura-se… solarengo. Na calha estão já novos modelos descapotáveis para aproveitar a vida a céu aberto, como a mais recente geração do MINI Cabrio, que deverá ser revelada no próximo Salão de Frankfurt, ou o Fiat 500C, cuja nova geração chegará ao mercado já em setembro. Também da marca italiana espera-se a vinda de um novo roadster com base partilhada com o Mazda MX-5, devendo mesmo receber uma variante Abarth de elevadas prestações. Por outro lado, também o smart fortwo contará com uma variante roadster, como já sucedeu com a atual geração. Do lado dos desportivos de altas performances, nota para a chegada, também de modelos como o Ferrari 488 Spider.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Apresentações estratégicas dão mote a nova academia em Lisboa
Marketeer
O Apartamento conquista cinco novos clientes