Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Fiat divide gama entre automóveis ‘racionais’ e ‘emocionais’

150703_FIAT_Nuova-500_08

A Fiat irá dividir a sua gama futura em dois campos distintos. Por um lado, com modelos compactos semi-Premium mais modernos e orientados para uma vertente mais ‘lifestyle‘, por outro, com uma oferta direcionada para o pragmatismo do quotidiano. De um lado a ‘Emoção’, do outro o ‘Racional’, os conceitos que definem o novo plano apresentado internamente esta semana, segundo a publicação britânica Autocar.

Modelos como o Fiat 500 ou o novo 124 Spider, baseado na plataforma do Mazda MX-5, fazem parte do lado emocional da gama da marca italiana, numa oferta que será complementada pela introdução de um novo automóvel da linha 500, baseado na plataforma do SUV 500x, embora com maiores dimensões, e que deverá competir no mercado com o MINI Countryman. Já modelos como o pequeno SUV Panda, o substituto do citadino Uno (que deverá chegar ao mercado no próximo ano) ou a nova berlina e carrinha Aegea constituem o segmento racional da linha Fiat.

Funcionalidade e uma boa relação qualidade/preço são os princípios que, segundo Luca Napolitano, responsável pela marca do grupo Fiat Chrysler Automobiles na Europa, Médio Oriente e Rússia, constituirão a base da campanha à volta do lado racional. Os modelos que farão parte desta linha terão apenas um nível de equipamento, estando disponíveis com apenas dois motores e quatro cores exteriores.

Esta deverá ser a estratégia da Fiat para relançar a marca italiana, que este ano já registou resultados positivos, proporcionados especialmente pelo sucesso dos modelos do lado ‘emocional’ da marca. Em julho, a venda dos modelos do segmento A oferecidos pela Fiat, ou seja, a gama 500 e o Panda, constituíram 37% das vendas de citadinos em Portugal, sendo que as vendas totais da marca atingiram os 893 exemplares comercializados no sétimo mês do ano. Em 2014, a Fiat comercializou 7.982 automóveis, mais 18,9% do que no ano anterior, sendo a nona marca mais vendida no mercado nacional, com uma quota de mercado de 4,72%.

Pode também saber um pouco mais do que reserva a Fiat para o futuro através deste link.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Carlos Coelho no encerrramento da XVIII Conferência Human Resources
Marketeer
Dona da Louis Vuitton investe em marca optimista