Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

A ‘dieta’ eficaz do novo Opel Astra

Opel-Astra-295896

A nova geração do Opel Astra, com estreia marcada para o próximo Salão de Frankfurt em setembro, define-se por um parâmetro essencial de redução de peso, não obstante a conceção de um habitáculo mais amplo. A título de exemplo, o novo Astra chega a ser 200 kg mais leve em relação ao modelo anterior, dependendo da versão.

Uma das grandes contribuições para este feito são as novas motorizações constituídas por motores da mais recente geração Opel, construídos em alumínio e otimizados em termos de peso, rendimento e emissões de CO2. A título de exemplo, destaque para o novo 1.4 Ecotec Turbo de injeção direta que só no bloco de alumínio poupa logo 10 kg.

Materiais mais leves como aços ultrarresistentes de baixo peso e dianteira e traseira da carroçaria mais curtas, o sistema de escape com redução de peso até 25% – uma poupança de 4,5 kg só neste componente – e as jantes e pneus de menor diâmetro, que chegam a pesar menos 11,5 quilos no conjunto, também cooperam para a obtenção de um registo mais leve na balança. De igual forma, o sistema de travagem pesa menos 10 kg do que na geração anterior, embora apresente, de acordo com a Opel, uma maior eficácia de travagem.

Em números, face ao seu antecessor, o novo Astra apresenta reduções de peso até 200 kg. Só a carroçaria (painéis de chapa) e a estrutura pesam menos 20% que as atuais e na conceção dos componentes da suspensão e dos travões, a equipa de engenheiros poupou mais de 50 kg.

No que diz respeito às motorizações, um dos destaque vai para o novo 1.0 Turbo de três cilindros de 105 cv cujo consumo em ciclo misto aponta para os 4,2 litros/100 quilómetros com emissões de CO2 nas 96 g/km.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Apresentações estratégicas dão mote a nova academia em Lisboa
Marketeer
O Apartamento conquista cinco novos clientes