Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Ensaio Mitsubishi Outlander PHEV Intense: Híbrido de muitos talentos

ANTERIOR

interior_slide_01

Por outro lado, os tempos de carga estão longe de serem aspetos negativos: a carga doméstica cumpre-se em três horas no caso de tomadas de 230 V de 16A (cinco horas no caso de 10A) e possibilidade de repor 80% da carga em cerca de meia hora.

Dinâmica como compromisso

Em termos dinâmicos, o Outlander PHEV acusa – aí sim – o peso. Ainda que seja um viajante tranquilo, a carroçaria exibe rolamento evidente em curvas (sobretudo se se abusar um pouco mais da velocidade de entrada), sem que se ameace a sua estabilidade ou segurança em curva. Mas, a verdade é que este é um modelo para ser confortável e requintado, com bom amortecimento em todas as condições de piso. Mesmo quando se enfrenta um troço de terra batida em muito mau estado. A direção é, igualmente, típica de um todo-o-terreno e não de outros SUV, como um Mazda CX-5 ou Honda CR-V, exigindo mais voltas ao volante de ‘ponta-a-ponta’. Em suma, se o seu equilíbrio é bom e o conforto é prioridade, o Outlander PHEV também ‘exige’ a mesma suavidade de condução em curva. E isso não é mau. É apenas um objetivo distinto.

Controlo remoto

Para os mais adeptos da tecnologia, a Mitsubishi também não poupou esforços. O sistema Multi-Informação MMCS com funções específicas para este modelo oferecem dados de energia consumida, indicador de fluxo de energia (ou seja, o que é que está a alimetar o quê), informação ECO, temporizador de ar condicionado e de carregamentos, além de um mapa revelador da autonomia geográfica do modo EV e do modo híbrido (já foi mais essencial em tempos do que hoje…). Por outro lado, conta com uma série de funções controláveis remotamente, via ‘smartphone’, podendo aqui programar carregamento, programar Ar condicionado, verificar o estado do veículo, ligar/desligar farois e ligar/desligar o aquecimento eléctrico.

Outlander-PHEV (2)

Do lado do entretenimento, o sistema multimédia permite ligação Bluetooth e, na unidade ensaiada, a qualidade sonora ficou a cargo do sistema de som da Rockford Fosgate (um extra deste modelo ensaiado), com subwoofer incluído na bagageira. Os bancos em pele (os dianteiros aquecidos e reguláveis eletricamente) e monitor panorâmico com câmaras 360º eram outras das comodidades de um modelo que tem como preço base os 46.500 euros (caso do Outlander PHEV 4WD Intense Navi). Depois, claro, entra-se no campo do desconto e da campanha. No caso de ser profissional e de poder deduzir o IVA, são menos 8697 euros, o que remete o preço para os 36.778 euros a que acresce o pagamento do Imposto Sobre Veículos (ISV), no valor de 1026 euros. Temos, assim, 37.804 euros, a que depois, a Mitsubishi subtrai 4304 euros com financiamento Mitcrédito. Ou seja, mediante as condições ideais, pode ficar por uns muito interessantes 33.500 euros (sem despesas e pintura metalizada)…

VEREDICTO

O caso do Mitsubishi Outlander PHEV é bem revelador de um modelo em que a componente híbrida Plug-in está bem pensada para um SUV de dimensões médias que soube melhorar bastante nesta sua última atualização no primeiro trimestre de 2016. Mais refinado e, sobretudo, competente em todos os aspetos, o Outlander PHEV assume um papel muito importante para a Mitsubishi em termos de vendas, sendo aliás o mais vendido entre os Plug-in híbridos no Velho Continente. Percebe-se porquê. Fácil de utilizar, espaçoso, versátil e bem equipado, ganha agora um estatuto de maior relevância, mesmo que o preço final – sem dedução de IVA – o penalize. Caso beneficie do mesmo, ganha um argumento que pode ser decisivo.

FICHA TÉCNICA
Mitsubishi Outlander PHEV Intense

Motor a combustão
Tipo            4 cilindros em linha, transversal, injeção indireta
Cilindrada        1998
Diâmetro x curso (mm)    90,0,0 x 84,0
Taxa compressão    10,5:1
Potência máxima (cv/rpm) 121/4500
Binário máximo (Nm/rpm)    190/4500
Motores elétricos
Dianteiro: Transversal, 300 V, 60 kW (82 cv), 137 Nm
Traseiro: Transversal, 60 kW (82 cv), 195 Nm
Potência combinada 203 cv
Baterias Iões de lítio, 12,0 kWh
Autonomia elétrica (anunciada) 52 quilómetros
Carregamento
Rede Doméstica – 230 V 16A: 3 horas
Rede Doméstica – 230 V 10A: 5 horas
Motor gerador – 1 hora
Carga rápida – 80% de carga/30 minutos
Transmissão e direcção

Tracção            Integral
Caixa            CVT
Direcção        Pinhão e cremalheira, com assistência eléctrica
Dimensões e pesos
Comp./largura/altura (mm)    4695/1800/1710
Distância entre eixos (mm)   2670
Largura de vias fte/tras. (mm)     1540/1540
Travões fr/tr.    Discos ventilados/discos
Peso (kg)    1810
Capacidade da bagageira (l)    498
Depósito de combustível (l)    45
Pneus série – equipados     225/55 R18
Prestações e consumos
Aceleração 0-100 km/h (s)    11,0
Velocidade máxima (km/h)    170
Extra-urb./urbano/misto (l/100 km)    N.D./N.D./1,8 (híbrido: 5,5 l/100 km)
Emissões de CO2 (g/km)    42
Preço base (Euros)    46.500
Preço versão ensaiada (Euros)    46.950

Equipamento de série

Airbags dianteiros
Airbags laterais
Airbags de cortina
Airbag de joelho para o condutor
ISOFIX
ABS / EBD
Controlo de tração eletrónico
Controlo de estabilidade
Hill Holder
Sistema de alerta de colisão
Fecho central de portas (remoto)
Alarme periférico
Ar condicionado automático bi-zona
Vidros elétricos dianteiros e traseiros
Volante ajustável em altura / profundidade
Comandos no volante
Direcção assistida
Faróis dianteiros em xénon
Sensores de luminosidade
Sensor de chuva
Faróis de nevoeiro dianteiros
Retrovisor interior com anti-encadeamento automático
Espelhos exteriores ajustáveis eletricamente e aquecidos
Estofos em pele e Alcantara
Ajustamento em altura do banco do condutor
Cruise control
Sensores de estacionamento dianteiro e traseiro
Câmaras 360º
Sistema de áudio/navegação com ecrã tátil, Bluetooth e entradas Aux e USB
6 altifalantes
Computador de bordo

Equipamento opcional

Pintura metalizada (450€)
Sistema de áudio Rockford Fosgate 710W

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Apresentações estratégicas dão mote a nova academia em Lisboa
Marketeer
O Apartamento conquista cinco novos clientes