Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Novo Renault Mégane Sport Tourer: Ambição justificada

ANTERIOR 

Também a gasóleo e numa fase posterior irá surgir uma versão dCi 110 Hybrid Assist com caixa manual de 6 velocidades, afirmando-se como uma proposta micro-híbrida em que um gerador elétrico e uma bateria de 48 V permitem recuperar a energia nas fases de desaceleração, tendo o motor elétrico também a tarefa de auxiliar o motor térmico nas fases de aceleração. Com esta versão, a marca procura sobretudo a obtenção de valores de emissões e de consumos mais baixos.

Quanto aos modelos a gasolina, a oferta inicia-se com o Energy TCe 100 com caixa manual de 6 velocidades, que propõe 100 cv e 175 Nm de binário disponível a partir das 1500 rpm para emissões de 120 g/km de CO2 e consumo médio anunciado de 5,4 l/100 km. As outras propostas de base são o Energy TCe 130 com caixa manual de 6 velocidades e caixa EDC de sete velocidades. Em ambos os casos com 130 cv e 205 Nm de binário disponível a partir das 2000 rpm, contam com valores de 5,3 l/100 km e  119 g/km de emissões de CO2 no primeiro caso e de 5,4 l/100 km e 122 g/km de CO2 no segundo.

Megane_Sport_Tourer_32

Destinados à gama GT estão os motores Energy TCe 205 EDC de 7 velocidades com 205 cv e 280 Nm de binário disponível a partir das 2400 rpm (134 g/km de CO2 e 6,0 l/100 km) e, em novidade, o Energy dCi 165 também com caixa automática de dupla embraiagem EDC, mas de 6 velocidades. Com 165 cv e 380 Nm de binário disponível a partir das 1750 rpm, este motor chegará mais para o final do ano, tirando partido da tecnologia bi-turbo da Renault.

Segurança máxima

A Renault apostou ainda numa série de elementos que melhoram a segurança, como o Head-Up Display a cores e retrátil, que facilita a condução, mas merecem destaque os sistemas que a Renault levou a cabo para este modelo, como o cruise control adaptativo entre os 50 e os 150 km/h (ACC), travagem ativa de emergência (AEBS), alerta de transposição involuntária de faixa (LDW), alerta de distância de segurança (DW), alerta de excesso de velocidade com reconhecimento dos sinais de trânsito (OSP com TSR), aviso de ângulo morto (BSW), câmara de marcha-atrás, comutação automática dos máximos/médios (AHL), ajuda ao estacionamento dianteiro, traseiro, lateral e sistema de ajuda ao estacionamento Easy Park Assist (estacionamento mãos-livres).

Este último permite identificar um lugar de estacionamento livre, medindo o espaço disponível com o auxílio de sensores, passando depois a assumir o controlo da direção para realizar a manobra de estacionamento. O sistema de ajuda ao estacionamento Easy Park Assist está apto a realizar as operações necessárias para estacionar em 3 posições diferentes: em paralelo, em espinha e na perpendicular. O ecrã central exibe o conjunto das informações relativas à manobra (representação gráfica da manobra, câmara de marcha-atrás e sensores). Em qualquer caso, o condutor controla a travagem e a aceleração durante as manobras. O sistema está operacional até aos 30 km/h.

GT Line e gama GT: dois lados desportivos

A marca propões duas facetas de maior desportividade para o seu novo Mégane Sport Tourer, que se diferenciam no âmbito, contudo. A gama GT Line traz consigo apontamentos de design, como o para-choques dianteiro com design distinto e uma entrada de ar alargada, grelha inferior específica, em ninho de abelha, associada à grelha superior, saída de escape elítica cromada na traseira, do lado esquerdo, e um difusor perfilado, jantes de 17 polegadas Dark Metal de série (jantes de 18 polegadas em opção), bancos envolventes com apoios de cabeça integrados, pesponto em azul e logótipo sport com padrão de xadrez (dois tipos de estofos: tecido e couro Alcantara como opção), apontamentos em azul, nos frisos e nos pespontos, que estão em perfeita harmonia com a cor exterior exclusiva Azul Iron e volante com revestimento específico.

No topo da gama surge, por outro lado, o GT com motores de 205 cv a gasolina e de 165 cv diesel. Estes assumem-se como autenticamente  mais desportivas. Esteticamente, alguns atributos partilhados com o GT Line, como o para-choques dianteiro desenhado para reforçar o estilo desportivo, grelhas dianteiras superior e inferior específicas, em ninho de abelha e entrada de ar mais baixa e mais larga e jantes de 18″ diamantadas, desenvolvidas especificamente pela Renault Sport e com o monograma GT. No interior, o novo Mégane Sport Tourer GT oferece os bancos envolventes com apoios de cabeça integrados, pesponto em azul e logótipo sport com padrão xadrez, estofos em tecido (couro Alcantara em opção) e um novo volante desportivo em couro  de ergonomia otimizada, além de pedais desportivos em alumínio e a alavanca de velocidades específica, associada às patilhas no volante.

Tecnicamente, destaca-se pelo sistema 4Control que gere a brecagem das rodas traseiras. Configurado pelos engenheiros da Renault Sport especificamente para esta carrinha, permite atuação distinta. Este sistema oferece estabilidade a alta velocidade e manobrabilidade a baixa velocidade (em manobras): cem vezes por segundo, o 4Control calcula e ajusta o ângulo de direção das rodas traseiras para garantir a estabilidade ideal.

Este modelo dispõe de quatro modos de condução: Sport, Neutral, Confort e Personalizado. Com o 4Control, abaixo de 80 km/h em modo Sport e de 60 km/h nos restantes modos, as rodas traseiras viram no sentido inverso ao das rodas dianteiras. O automóvel parece, então, ter uma distância entre eixos idêntica à de um modelo do segmento inferior. Acima destas velocidades, as rodas traseiras viram no mesmo sentido que as rodas dianteiras e, neste caso, o automóvel comporta-se como se tivesse uma distância entre eixos do segmento superior, melhorando a estabilidade.

O botão R.S. Drive é um atalho que permite aceder imediatamente a esta configuração. No modo Sport, o 4Control é mais reativo e permite reduzir 40% o ângulo do volante (mais 5% do que nos outros modos) relativamente ao de um automóvel idêntico sem 4Control, o que favorece uma condução dinâmica quando as curvas e as contracurvas se sucedem. O modo Sport atua na regulação da direção, na cartografia do pedal de acelerador e na parametrização motor/caixa.

As ligações ao solo receberam afinações específicas nos habituais domínios de competência técnica da Renault Sport, beneficiando de peças novas específicas: molas, amortecedores, barras estabilizadoras, direção. O diâmetro dos discos de travões foi aumentado em 30 mm relativamente para 320 mm à frente; 290 mm atrás. Tecnologias em destaque são as do Launch Control e Multichange Down.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Marketeer
Insectos comestíveis estão a ganhar terreno em Portugal