Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Jaguar Land Rover inova sistemas de aquecimento para poupar consumo

JLR_Air Bubble v6-01

A Jaguar Land Rover marcou presença na edição deste ano do evento CENEX, dedicado a veículos de emissões reduzidas de carbono, com a apresentação de novos sistemas de aquecimento e ventilação, para além dos três protótipos equipados com tecnologias desenvolvidas pelo fabricante na área dos veículos com baixas emissões.

Os engenheiros da Jaguar Land Rover apresentaram os últimos desenvolvimentos sobre sistemas de aquecimento e ventilação mais eficientes e novas soluções para redução do peso do veículo e melhoria das emissões e consumos.

Dado que os sistemas de Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado (HVAC Heating, Ventilation and Air Conditioning) consomem quantidades importantes de energia e, consequentemente, combustível ou energia elétrica armazenada na bateria, a Jaguar Land Rover investiu em projetos de investigação que poderão reduzir o consumo de energia no aquecimento e refrigeração do veículo.

Em vez de aquecer ou refrigerar continuamente o ar admitido para o veículo, a Jaguar Land Rover quis saber como o veículo poderá criar uma “bolha de ar” quente ou fria dentro do automóvel e manter a temperatura e qualidade desta bolha utilizando as tecnologias mais recentes para o sistema HVAC. Nestas tecnologias incluem-se um novo vidro refletor de infra-vermelhos, que pode refletir os raios solares, sendo assim necessária menos energia para refrigerar o interior do veículo. Por outro lado, para manter a qualidade de ar respirável da bolha de ar frio ou quente, o ar do habitáculo circula através de um filtro incorporado na bagageira do veículo. Este filtro elimina o dióxido de carbono, a humidade e partículas nocivas, proporcionando uma qualidade de ar superior no interior do veículo em comparação com o exterior.

A JLR propõe ainda a criação de uma ‘manta de ar quente’, criada por pequenos painéis infravermelhos invisíveis nas palas para o sol, topos das portas, tampa do porta luvas e nas secções laterais do túnel de transmissão, rodeando todos os passageiros e irradiando calor para o corpo.

Ao combinar estas técnicas, os resultados dos primeiros testes realizados mostram que é possível reduzir o consumo do sistema HVAC, passando dos 8 a 12 kW atuais para um consumo de 4 a 6 kW. “A redução de peso é crucial para melhorar o consumo e as emissões. Os nossos investigadores estão a trabalhar não apenas nas estruturas leves e avaliam todos os componentes do veículo, desde a forma de substituir as cablagens tradicionais por circuitos eletrónicos impressos, ao desenvolvimento de um protótipo de banco muito mais leve que os atuais”, afirma a Jaguar Land Rover.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus