Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Sabe como é que Mariah Carey ajuda nos testes da Nissan?

137694_1_5

O que é que Mariah Carey, robots, um urso selvagem e uma garrafa de chá verde japonês têm em comum? Todos eles são parte integrante dos testes de segurança aos crossovers da Nissan. A marca nipónica revelou os pormenores dos testes de desenvolvimento dos modelos X-Trail, Juke e Qashqai que apelam a situações da vida real para satisfazer os seus consumidores.

Durante 1200 dias, ou seja 1.728.000 minutos, o sistema de rádio destes modelos é testado no seu volume máximo enquanto uma playlist escolhida ao pormenor passa, incluindo a cantora Mariah Carey e a sua voz aguda assim como música house alemã, conhecida pelo seu ‘baixos’ intensos. Já para testar os vidros são utilizados robots que abrem e fecham as janelas pelo menos 30 mil vezes por modelo, enquanto é atirado um pó proveniente do Japão para testar o mecanismo das janelas.

O limpa para-brisas é acionado por 480 horas simulando-se diversas condições climatéricas, enquanto o teto panorâmico é testado através do lançamento de um peso idêntico ao de um urso selvagem para assegurar que o automóvel resiste a um ataque deste animal.

No entanto, o teste mais simples levou à alteração mais cara. O cerne do problema era uma garrafa de uma popular bebida de chá verde do Japão, que não cabia no espaço dedicado para este tipo de objetos nas portas dianteiras. Os engenheiros da Nissan decidiram redesenhar esta parte do habitáculo, uma modificação que custou cerca de 50 mil euros.

Os crossovers da Nissan têm vindo a revelar-se um verdadeiro sucesso de mercado depois de em 2014 as suas vendas terem excedido as 400 mil unidades vendidas, representando, segundo a marca, 12,7% do mercado. Em Portugal, foram comercializados 3821 exemplares do modelo Qashqai, 1163 do Juke e 165 do X-Trail, no ano passado.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus