Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Winterkorn não se demite

 

winterkornO CEO da Volkswagen Martin Winterkorn não deu sinais de pretender demitir-se, na reunião que teve hoje de manhã, na sede do grupo, em Wolsburg, com o Comité Executivo do Conselho de Supervisão, avançam as agências Reuters e Bloomberg.

A VW desmentiu entretanto oficialmente que esteja prevista a substituição de Winterkorn por Matthias Mueller, CEO da Porsche, a marca desportiva do grupo VW. Uma notícia ontem divulgada pela imprensa alemã e que teve imediata divulgação em todo o mundo.

Winterkorn esteve esta manhã reunido com os cinco membros executivos do Conselho de Supervisão, aos quais deu explicações sobre o escândalo das emissões. O contrato de Winterkorn como CEO da Volkswagen deveria ser renovado na sexta-feira, depois de oito anos de sucessos em que o grupo duplicou as suas vendas e quase triplicou os seus lucros.

A reunião para renovar o mandato de Winterkorn está agendada há semanas, antes de rebentar, na sexta-feira, o escândalo das emissões.

Antes do Verão, Winkertorn travou uma guerra surda pelo controlo da gestão do grupo, que acabaria por levar à demissão do então presidente Ferdinand Piech, um crítico do actual CEO.

Uma fonte próxima da VW reconheceu que Winterkorn e a sua equipa na administração da VW estão “numa situação complicada”, pelo menos até que seja esclarecido a responsabilidade da gestão em todo este processo.

Se Winterkorn não for entretanto reconduzido, entre os seus sucessores prováveis, a Reuters e a Bloomberg referem os nomes de Mueller, que conta com o apoio da família Porsche, ou de Herbert Diess, contratado recentemente à rival BMW para dirigir a marca VW.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Marketeer
Lego lança minissérie no YouTube