Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

BMW M rejeita hipótese de parceria com McLaren

1029377_McLaren_F1_GT_Silver_3924

As expectativas de colaboração entre a BMW e a McLaren para a criação de um superdesportivo com o emblema da marca de Munique vão sair goradas. Tendo sido anunciado pela revista CAR que as duas companhias poderiam voltar a trabalhar em conjunto para a criação de um automóvel de representação superdesportivo (com baixo volume de produção ou de vendas mas de elevada conceituação), o diretor da divisão M da BMW, Frank van Meel, veio agora renegar essa hipótese.

Van Meel explicou ao site australiano Motoring.com.au que não existiram até ao momento quaisquer contactos entre as duas partes com vista à concretização de um projeto conjunto: “Não recebi qualquer chamada, Harald Krüger [CEO da BMW] não recebeu uma chamada e o Klaus Fröhlich também não recebeu uma chamada”.

Além disso, Van Meel adiantou que neste momento o modelo de topo da BMW é e continuará a ser o desportivo ecológico i8, não estando interessada em produzir qualquer modelo para colocar acima daquele BMW nem num esfera de preço ou prestações similares.

Por outro lado, o executivo da marca de Munique enalteceu, ainda, que a BMW oferece valências técnicas que lhe permitem produzir e desenvolver todas as etapas de um modelo, incluindo a carroçaria de fibra de carbono: “Não percebo porque é que precisaríamos de trabalhar com a McLaren para desenvolver um superdesportivo, de qualquer forma. Todas as tecnologias que aquela história sugeria são competências nossas fundamentais na BMW e na divisão M. Ninguém no mundo está mais avançado no trabalho com a fibra de carbono do que nós”, assumiu van Meel.

Da última vez que a BMW e a McLaren colaboraram num desenvolvimento conjunto de um modelo, o resultado foi o F1, um superdesportivo que se tornou icónico e que pode ser visto na fotografia.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Marketeer
Insectos comestíveis estão a ganhar terreno em Portugal