Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Daimler reitera legalidade dos seus motores diesel

Mercedes_GLE_AMG_Mercedes_gama_GLE_AMG

Após a BMW, também as duas marcas da Daimler, a Mercedes-Benz e a Smart, emitiram um comunicado no qual refutam “categoricamente” qualquer acusação de manipulação dos testes de emissões poluentes, a exemplo do que sucedeu com a Volkswagen.

“À luz das atuais alegações da Deutsche Umwelthilfe (DUH), uma organização não-governamental, e da especulação associada”, a Daimler AG reiterou o seu compromisso em termos de confiança para os clientes, rejeitando qualquer tipo de acusação.

“Negamos categoricamente a acusação de manipulação nos testes de emissões dos nossos veículos. Um software malicioso, uma função que reduz as emissões de forma ilegítima durante os testes, nunca foi e nunca será usado na Daimler. Isto é válido tanto para os diesel como para os motores gasolina. Os nossos motores cumprem todos os requisitos legais”, assume a empresa em comunicado, reiterando que nenhuma das alegações se aplica aos modelos das marcas.

A Daimler garante, ainda, “não ter conhecimento de quaisquer medições que indiquem que os nossos veículos não cumpram os requisitos legais. Apoiamos ativamente o trabalho feito na Europa e na Alemanha para desenvolver novos métodos de testes que meçam as emissões com base em condições reais de circulação”.

Manifestando abertura para ceder qualquer automóvel que seja necessário para que se efetuem testes adicionais, a Daimler refere ainda estar a estudar as suas opções legais perante “a abordagem feita pela DUH e as suas alegações públicas”.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Há um novo espaço de cowork em Lisboa
Marketeer
Renault testa serviço de carsharing com veículos autónomos