Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Mueller confirmado como CEO da Volkswagen

AutoChina Shanghai 2015 Volkswagen Konzernabend 19 April 2015

O Conselho de Supervisão confirmou o nome de Matthias Mueller como novo CEO da Volkswagen, assumindo o lugar deixado vago por Martin Winterkorn na sequência do escândalo relativo aos motores Diesel equipados com um software que permitia manipular os valores das emissões de óxidos nitrosos para a atmosfera.

Mueller era, até aqui, o CEO da Porsche, tendo agora pela frente, aos 62 anos de idade, um dos maiores desafios da sua carreira ao tentar recuperar a confiança bastante abalada em virtude daquele escândalo descoberto nos Estados Unidos da América (EUA) com os motores Diesel Type 159 e que afeta um total de 11 milhões de automóveis das marcas do Grupo Volkswagen.

A saída de Winterkorn não deverá ser a única alteração de relevo no seio da companhia de Wolfsburgo, esperando-se que outros executivos como Heinz-Jacob Neusser ou Ulrich Hackenberg sigam o mesmo caminho enquanto o grupo procura ‘arrumar’ a casa em gestão de crise, como noticia o Automotive News Europe.

Revisão da estrutura

Por enquanto, em resultado da reunião de hoje, saíram já confirmações de uma alteração profunda no seio do Grupo Volkswagen. Assim, o Conselho de Supervisão da companhia determinou igualmente uma série de alterações na estrutura de gestão da companhia, com especial incidência na divisão norte-americana, aquela que despoletou o caso dos Diesel com emissões fraudulentas.

Assim, na América do Norte assistir-se-á uma agrupamento dos mercados dos EUA, México e Canadá numa única entidade com vista ao fortalecimento do grupo, numa mudança que entrará em vigor a partir de 1 de novembro. Winfired Vahland, até aqui responsável da Skoda, vai liderar esta divisão, tendo pela frente uma árdua tarefa de recuperação da imagem da Volkswagen naqueles mercados, em especial no dos Estados Unidos. O lugar de Vahland será ocupado por Bernhard Maier, atualmente responsável de vendas da Porsche AG. Michael Horn, ao contrário do que se supunha, não deixará o cargo de presidente da Volkswagen Group of America.

Outras alterações de peso passam pela saída de Christian Klinger, atual responsável pela área das Vendas e do Marketing, embora a companhia garanta que esta saída se deve ao ‘desalinhamento’ estratégico entre as duas partes e não devido ao recente escândalo com os motores Diesel. O seu cargo será ocupado interinamente por Mueller. Jürgen Stackmann, anterior responsável da SEAT, vai assumir o cargo de Klinger no Conselho de Administração da Volkswagen, enquanto o seu lugar na marca espanhola será assumido por Luca de Meo, que transita da Audi para a SEAT a partir do próximo dia 1 de outubro.

De forma a rentabilizar melhor o potencial das marcas desportivas do grupo, a Porsche vai ser agrupada com a Bentley e com a Bugatti, com partilha de alguns componentes, mantendo-se a Lamborghini e a Ducati sob alçada da Audi, bem como a recém-criada divisão dedicada aos camiões.

“A nova estrutura fortalece as marcas e a sua presença nas regiões, dá ao Conselho de Administração a flexibilidade necessária para a estratégia e rumo dentro da companhia e devolve o foco ao desenvolvimento objetivo para o futuro”, referiu o presidente interino do Grupo Volkswagen, Berthold Huber.

 

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Marketeer
Lego lança minissérie no YouTube