Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Vendas de comerciais aumentaram 8,7% em agosto

comerciais pesados

A venda de veículos comerciais novos na União Europeia aumentou pelo oitavo mês consecutivo, registando em agosto um crescimento de 8,7% para um total de 113.865 unidades face ao período homólogo de 2014.

Segundo os dados revelados pela ACEA (Associação Europeia de Construtores Automóveis), o crescimento foi transversal a todos os setores dos veículos comerciais analisados, sendo que os mercados do sul da Europa contribuíram de forma relevante para o incremento dos números num mês que tradicionalmente não é dos mais interessantes em termos comerciais.

Mercados como o de Espanha (+43,6%), Portugal (+34,4%) ou Itália (21,2%) foram fundamentais para o crescimento no cômputo da União Europeia, seguindo-se o Reino Unido (+15,8%), sendo que dos gigantes europeus a Alemanha acabou por registar uma queda de 8,7%.

No cômputo dos oito primeiros meses de 2015, o mercado europeu apresentou uma expansão de 11,8% comparativamente ao mesmo período do ano transato, para um total de 1.308,788 unidades comercializadas, numa mostra da recuperação da situação económica na União Europeia. Entre os países que assinalam os valores mais interessantes contam-se Irlanda (+47,6%), Espanha (+37%), Portugal (+22,8%), Reino Unido (+19%) e Itália (+10,3%).

Entre os veículos comerciais ligeiros até 3.5 toneladas, o aumento das vendas traduziu-se em 7,0%, ou seja 90.675 unidades, no mês de agosto, comparativamente com o mesmo mês de 2014. No total dos oito primeiros meses deste ano, venderam-se mais de um milhão de veículos (1.079,131) entre janeiro e agosto, com o mercado da União Europeia a aumentar 10,8%. O mercado português cresceu 20,6% nesta categoria, seguindo de perto aquilo que se viu com o espanhol, britânico e alemão, todos eles igualmente com subidas.

Veja todos os dados deste AQUI.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Marketeer
Insectos comestíveis estão a ganhar terreno em Portugal