Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Toyota quer vender 30 mil veículos a hidrogénio até 2020

Toyota-Mirai-Europe-2

Num plano ambicioso, a Toyota pretende ter cerca de 30 mil automóveis movidos com célula de combustível a hidrogénio em circulação no ano de 2020, bem como 15 milhões de híbridos a bem mais curto-prazo, já em 2020. A marca nipónica tem em marcha um exigente plano de expansão de tecnologias alternativas para os seus automóveis, tendo como objetivo primordial a redução de 90% nas emissões poluentes no cômputo da sua gama até 2050.

Entre os objetivos da Toyota, para a concretização desse seu plano, está a comercialização de 1.5 milhões de híbridos por ano até 2020, mas também a supressão total das emissões de CO2 das suas fábricas até 2050, graças à utilização de energias renováveis e de métodos de produção igualmente assentes em tecnologias de hidrogénio.

Nos próximos anos, a marca vai também aprofundar o desenvolvimento de baterias de maior densidade energética de forma a incrementar a autonomia dos modelos elétricos, proporcionando-lhes maior resistência a temperaturas mais altas e voltagem mais elevada. No mesmo sentido, serão também desenvolvidos autocarros com célula de combustível já em 2017. A cidade de Tóquio irá receber 100 unidades destes novos autocarros.

Até ao momento, a Toyota já vendeu cerca de 8.05 milhões de veículos híbridos em todo o mundo, destacando-se para este número o sucesso comercial do Prius nos mais diversos mercados. Mais recentemente, o Mirai (na imagem) tornou-se no primeiro veículo movido a hidrogénio a ser lançado pela marca, rodeando-se já de grande sucesso comercial com a procura a exceder a oferta no mercado nipónico.

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Acabaram o doutoramento e o futuro reserva-lhes um salário de 1201 ou de 3192 euros
Marketeer
Nesta cozinha há Lisboa e novos petiscos para partilhar