Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Famílias italianas garantem controlo da Ferrari

ferrari ny

Embora a Ferrari tenha entrado na Bolsa de Nova Iorque, sob uma oferta pública de 9%, a marca italiana continuará a ser quase maioritariamente detida por duas famílias, sendo uma delas liderada por Piero Ferrari, filho de Enzo Ferrari, e outra por John Elkann, presidente não-executivo da FCA e membro da família Agnelli, uma das mais respeitadas no seio empresarial de Itália.

A ideia é que ambas as famílias detenham praticamente metade das ações da marca de Maranello de modo a que garantam a maioria dos direitos de votação, continuando dessa forma a gerir os destinos da companhia translpina. Piero Ferrari assegurou, inclusive, que existe um “entendimento entre as duas famílias para protegerem os interesses mútuos na Ferrari”.

Atualmente, Piero Ferrari detém 10% da empresa, ascendendo à categoria de multimilionário com uma fortuna estimada de 1.4 mil milhões de dólares, assegurando não ter qualquer intenção para vender essas ações. Já Exor, SpA a holding da família Agnelli, irá ficar responsável por 23%, assim que a FCA dividir a sua quantia pelos seus acionistas.

Com base no plano de ações de fidelização da Ferrari, os acionistas irão ter condições especiais de voto, dando a estas duas famílias um controlo de cerca de 48,7% da Ferrari, o suficiente para manter qualquer potencial comprador fora de jogo.

Em jeito de conclusão, a Ferrari continuará a ser por enquanto controlada por personalidades italianas.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Marketeer
Worten aponta ao mercado espanhol na Black Friday