Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Renault liderou vendas em outubro

Renault Captur A Renault impôs-se como a marca mais vendida no mercado de ligeiros (passageiros e comerciais) em outubro, contando com uma boa vantagem sobre a marca francesa Peugeot, de acordo com os dados recentemente divulgados pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP). Em números a Renault vendeu 2291 veículos, graças aos seus bem-sucedidos modelos Clio, Captur e em menor escala ao Mégane, que se apresta a sair de cena. A Peugeot, por seu lado, vendeu 1829 unidades, com grande influência do utilitário 208. Para a marca líder este número representa um crescimento de 39,5% face ao período homólogo anterior. Recorde-se que no mercado de ligeiros comerciais de passageiros, a Renault lidera mas com escassa margem para a Peugeot, segunda classificada do ranking, que fechou setembro a pouco mais de 200 unidades da sua conterrânea e fecha outubro a 211, não consolidando uma vantagem significativa no mercado de comerciais face à marca do grupo PSA. No top 5 encontra-se ainda a Mercedes-Benz em terceiro lugar com 1291 veículos entregues (representando uma subida de 40,3% face a 2014) seguida da Volkswagen com 1290 unidades vendidas (e um decréscimo de cerca de 3,2% face a outubro de 2014) e da BMW com 1217 unidades vendidas (mais 22,7%). A VW poderá justificar a sua queda face ao recente escândalo da manipulação de emissões que acaba por espelhar também fracos resultados em mais duas marcas do grupo: a Porsche – com uma queda na ordem dos 82,9% – e a SEAT – com uma queda na ordem dos 32,8%. Do grupo germânico apenas a Audi e a Skoda apresentaram valores positivos, tendo a marca Premium alcançado uma subida de 39,7% com 883 unidades vendidas e a marca checa uma subida de 9,3% para 200 veículos vendidos. Além da Mercedes-Benz, a Daimler também regista excelentes resultados na sua marca smart com uma subida de 176,5% face a outubro do ano passado, ou seja um total de 224 unidades. Após quase dois anos sem representação oficial, a Suzuki tem vindo a demonstrar um crescimento lento mas sólido com uma subida de 200% neste mês face a outubro de 2014. Em números este valor espelha contudo apenas uma venda de 18 unidades face às seis vendidas no período referido. É de salientar ainda que a marca nipónica tem dois novos produtos a preços bastante acessíveis no mercado: o Vitara e o citadino Celerio. Já a Mazda que tem vindo a viver o estrelato do seu mais recente lançamento, o Mazda MX-5, continua a mostrar resultados bastante positivos devido à sua nova gama de modelos equipados com motores Skyactiv, dos quais se destacam os SUV CX-3 e CX-5 e o utilitário Mazda2. O Grupo PSA liderou o mercado nacional de veículos ligeiros no mês de outubro no que diz respeito ao acumulado das vendas das suas três marcas – Peugeot, Citroen e DS – alcançando no último mês um volume de 2897 unidades, Esta prestação garantiu ainda ao Grupo uma quota de mercado de 17,6%, subindo 12,7% face ao mês homólogo de 2014. De janeiro a outubro de 2015 No acumulado do ano, de janeiro a outubro de 2015, é a Renault em termos de marcas que lidera o mercado português de veículos ligeiros (passageiros e comerciais) com 21.808 unidades vendidas, dispondo de uma confortável vantagem sobre a segunda classificada da tabela, a Peugeot, que vendeu até à data 18.419 veículos. A quota de mercado da Renault manteve-se praticamente estável com uma diferença de 12,72% em 2014 para 12,39% em 2015. Embora tenha sido ultrapassada no mês de outubro pela Mercedes-Benz, por uma unidade, a VW ocupa o terceiro lugar das vendas destes dez meses do ano com 16.137 unidades vendidas face à Mercedes-Benz com 12.738. Contudo, esta é sem dúvida uma notícia triste para a marca uma vez que em setembro ocupava a segunda posição no acumulado do ano, precisamente à frente da Peugot. A marca germânica registava 13.304 veículos comercializados contra 12.796 da marca de Sochaux. Atualmente a Peugeot regista 18.419 unidades, um número bem acima das 16.137 mencionadas acima. A boa notícia para a VW é que a sua quota de mercado (9,17%), de janeiro a outubro, está muito próxima da que a Peugeot possui (10,46%) e no cômputo geral, por enquanto, a marca mostra-se muito semelhante ao ano passado uma vez que a sua quota em 2014 no período homólogo era de 9,46%. A Citroen e a BMW lutam por posições no mercado muito semelhantes uma vez que as suas vendas quer em termos unitários quer em termos de quota de mercado são bastante semelhantes. A Citroen vendeu até à data 10.995 unidades e representa 6,24% das vendas em Portugal sendo que a BMW representa 6,28% com mais 69 unidades vendidas, isto é, um total de 11.064. Veja a tabela com todos os dados completos aqui.]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Marketeer
Conhece o segredo dos filmes de Natal para serem tão populares?