Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Volkswagen reafirma legalidade dos motores V6 TDI

vw_russia A Volkswagen revelou que alguns dos modelos V6 diesel das marcas Audi e Porsche vendidos na Europa contam com a mesma tecnologia que a Agência para a Proteção do Ambiente (EPA) indicou ser utilizado para manipular as emissões de óxidos de azoto nos Estados Unidos da América (EUA). Contudo, voltou a enfatizar que esse mesmo sistema não incorre numa ilegalidade, ao contrário do que a EPA indica. À Reuters, uma fonte da marca confirmou que essa mesma tecnologia encontrada nos motores V6 TDI do Grupo Volkswagen foi instalada nos seus automóveis vendidos na Europa, representando cerca de 40% das suas vendas no mercado do Velho Continente. A marca reafirma, contudo, que este sistema não se trata de uma tecnologia criada com o intuito de violar as imposições legais nos EUA e na Europa, recusando dessa forma o rótulo de manipulação de emissões que lhe é atribuído pela EPA. “O software não altera os níveis de emissões, mas assegura que após um arranque a frio [do motor] os conversores catalíticos atinjam rapidamente a sua temperatura de funcionamento e que a purificação das emissões tenha efeito”, referiu a Volkswagen em declarações à Reuters. Por seu lado, a EPA admite que aquele mesmo sistema não foi referido em fase de homologação, definindo qualquer Auxiliar de Controlo de Emissões (AECD) como “um elemento de design que sente a temperatura, a velocidade do veículo, as rotações do motor, a mudança engrenada, o fluxo de ar na admissão ou qualquer outro parâmetro com o propósito de ativar, alterar, atrasar ou desativar o funcionamento de qualquer parte do sistema de controlo de emissões”. Em virtude das acusações da EPA, a Porsche suspendeu a venda do Cayenne com aquele motor, o mesmo sucedendo com os modelos A6, A7, A8 e Q5 da Audi.]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Marketeer
Huawei vai ao Porto mostrar mais-valias do 5G