Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Autoeuropa aumenta salários e afasta ideia de despedimentos coletivos

autoeuropa Colocando um ponto final nas dúvidas referentes ao seu futuro, a Autoeuropa anunciou hoje que os seus trabalhadores terão um aumento salarial de 1,5% em 2016. Além disso, garantiu ainda que não existirão despedimentos colectivos e que todos os contratos temporários serão transformados em permanentes. Estas iniciativas fazem parte de um pré-acordo assinado entre a Volkswagen Autoeuropa e a Comissão de Trabalhadores, conforme garante João Delgado à Automonitor, responsável de comunicação, sustentabilidade e imagem corporativa da fábrica de Palmela. Contudo, todas elas serão agora votadas pelos trabalhadores. Os efeitos destas medidas tiveram início já a partir de dia 1 de outubro deste ano e durarão até 30 de setembro de 2016, correspondendo à duração do novo acordo laboral. O mínimo de aumento nos salários é de 20 euros. A Comissão explica que estas decisões foram também ponderadas após o escândalo das emissões VW pelo que “foi necessário dar especial atenção e empenho na garantia do emprego de todos durante a vigência deste acordo”. Recorde-se que a reunião entre o ministro da Economia, António Pires de Lima, e Herbert Diess, membro do conselho de Administração da Volkswagen, confirmou as expetativas do Governo Português de que a marca alemã irá manter todos os projetos de investimento programados para a fábrica, ou seja, a produção de um novo modelo naquela infraestrutura.]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Marketeer
Utilizadores do Facebook assinam guia do Porto