Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Ativações e conteúdos digitais são formas de diferenciação das marcas

PUBdigital “Cada vez mais o investimento em comunicação de uma marca global vai passar pela ativação da respetiva marca no terreno e na geração de conteúdos de vídeo, que serão posteriormente distribuídos em multi-plataforma (via digital e TV)” refere Jorge Aguiar, director de marketing da Mercedes-Benz em Portugal, no âmbito do primeiro Barómetro Automonitor. “Esta será a única forma das marcas se diferenciarem e encontrarem territórios próprios de posicionamento e imagem na mente do consumidor. Os meios que não entreguem esta diferenciação às marcas serão preteridos, em função daqueles que permitam às marcas mostrar o seu ADN”, adianta. Uma maioria larga das marcas de automóveis vai reforçar o seu investimento de publicidade/comunicação em meios digitais, no próximo ano, segundo os resultados do Barómetro Automonitor. Quase 92% dos inquiridos referem que pretendem reforçar ou até reforçar muito o seu investimento no online, e os restantes 8% garantem que o vão manter. Nos planos para 2016, o meio mais afetado é a imprensa escrita, com metade dos inquiridos a anunciar cortes nos budgets de publicidade em revistas e jornais e a outra metade a indicar que vai manter o orçamento deste ano. “ Alguns meios terão naturalmente uma redução do investimento das marcas. Os meios de grande alcance serão aqueles que serão utilizados no futuro, uma vez que a segmentação tende a tornar-se secundária, face à necessidade de alcance global da mensagem”, explica Jorge Aguiar. Nos restantes meios, os orçamentos de 2016 tendem a manter-se aos níveis deste ano, embora haja uma tendência de reforço na televisão por cabo (8,3% dos inquiridos) e uma de decréscimo na televisão generalista de sinal aberto e na rádio. Descontos no preço de venda e oferta de equipamento são considerados os meios mais eficazes para alavancar as vendas, num mercado onde as extensões de garantia e as ofertas de contratos de manutenção também têm algum peso, embora menor. Menos relevante parece ser a oferta de combustível, seguros, viagens, ou de outros produtos e serviços não relacionados diretamente com o automóvel. Um argumento valorizado por apenas 8,3% dos inquiridos e considerado indiferente ou não importante pelos restantes. O Barómetro Automonitor é um inquérito mensal aos representantes das marcas e aos grandes grupos de retalho automóvel. Além de perguntas mensais fixas sobre a evolução e as perspetivas do mercado automóvel, integra perguntas mais específicas, sobre o mix de vendas, o investimento das marcas em publicidade e outros aspetos qualitativos do mercado Nesta primeira edição, com dados recolhidos na última semana de outubro, o Barómetro recolheu dados de representantes de 21 das 25 marcas mais vendidas do mercado, representativas de 87% do total do mercado.]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus