Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Qual a pegada ambiental do biodiesel?

Érica Érica Castanheira, investigadora do Centro para a Ecologia Industrial da Universidade de Coimbra (UC) desenvolveu uma tese de doutoramento baseada na pegada ambiental do biodiesel, biocombustível que será obrigatório em pelo menos 10% dos transportes até 2020. Esta regra faz parte dos critérios de sustentabilidade impostos pela UE, entre os quais está também a redução mínima de 35% de emissão de gases com efeito de estufa em relação ao combustível fóssil. A investigação está consubstanciada numa série de projetos internacionais sobre os impactes ambientais associados ao biodiesel produzido a partir de soja e palma cultivadas na América Latina e acaba de ser distinguida com o Prémio Científico Mário Quartin Graça, na categoria de “Tecnologias e Ciências Naturais”, no valor de cinco mil euros,  que visa “distinguir teses de doutoramento realizadas por investigadores portugueses ou latino-americanos em universidades de Portugal ou da América Latina”. “Em termos práticos avaliaram-se as emissões poluentes, como por exemplo os gases com efeito de estufa, em todas as etapas do processo, desde o solo usado para o cultivo no Brasil, Argentina e Colômbia, até à extração de óleo, transporte, produção de biodiesel e distribuição”, explica Érica Castanheira. O estudo concluiu que a expansão das áreas cultivadas com soja ou palma (por via de desflorestação, como é o caso da floresta tropical na Amazónia) pode acarretar uma carga ambiental elevada devido à perda de carbono no solo e na vegetação.]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Marketeer
Conhece o segredo dos filmes de Natal para serem tão populares?