Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Ensaio Honda HR-V 1.6 i-DTEC: Nova ameaça na 'guerra' ao trono

2015 Honda HR-V A carroçaria do novo HR-V é fabricada com 27% de aço de elevada rigidez, registando ainda uniões reforçadas para melhores capacidades estruturais em termos dinâmicos e de segurança. Já as suspensões recorrem ao esquema tradicional de MacPherson à frente e barra de torção de formato em ‘H’ no eixo traseiro, destacando-se também o efeito que a Honda procurou obter ao baixar o centro de gravidade para reduzir o rolamento da carroçaria (sobretudo ao possuir ‘centro de rolamento’ dianteiro de menor altura). Na prática, essas mexidas beneficiam a condução. Embora conte com maior altura ao solo, o HR-V tem utilização aproximada à de uma berlina, evidenciando boa estabilidade em curva, com reações bastante previsíveis e bom trabalho das suspensões no compromisso entre dinâmica e conforto. O amortecimento pende para maior firmeza, é certo, mas consegue absorver bem as irregularidades do asfalto, mostrando refinamento e pisar competente. A direcção prima pela precisão. Motor tradicionalmente eficaz… Para o HR-V, a Honda não complicou muito o cenário. Existem duas motorizações da linha Earth Dreams Technology, uma baseada no eficiente e já conhecido 1.6 i-DTEC (120 cv) e outra assente no novo bloco 1.5 i-VTEC (130 cv). Ainda que este seja uma novidade de relevo, o grande ‘cavalo de batalha’ do HR-V será o motor diesel de 1597 cm3 de cilindrada. Presente já nas gamas Civic e CR-V, o motor 1.6 i-DTEC continua a ser um dos mais eficazes do mercado nesta franja de cilindrada, sobretudo em termos de rapidez e capacidade de resposta (com grande fôlego desde as 1400 rpm atè às 3500 rpm), regateando em simultâneo elevada poupança de combustível. Para este motor de 120 cv de potência e 300 Nm de binário, a marca anuncia consumo médio de 4,0 l/100 km e emissões de 104 g/km de CO2 (com caixa manual). Uma mais-valia desta bloco turbodiesel é mesmo o consumo, atingindo-se uma média de ensaio de 4,9 l/100 km, o que é muito interessante atendendo aos 120 cv e aos 1324 kg de peso total. Demonstrando tratar-se de um motor ‘redondo’ no que à entrega da potência diz respeito, as respostas são, de facto, muito agradáveis, fazendo sobressair o lado dinâmico, algo que acaba por ser valioso para uma condução despreocupada no quotidiano. Além disso, tem a importante ajuda da caixa manual de seis velocidades, cujo tato é bastante bom (um dos pontos fortes deste modelo), com curso curto e manuseamento simples e directo. Em termos oficiais, a aceleração dos 0 aos 100 km/h cumpre-se em 10,1 segundos. Equipamento generoso Outro capítulo pelo qual o Honda HR-V se evidencia é pelo equipamento proposto de série, oferecendo ar condicionado automático, cruise control, bancos dianteiros aquecidos, hill-holder, sensor de luz, Bluetooth, vidros eléctricos e o Sistema de Travagem Ativa em Cidade (CTBA), atuando em velocidades até 32 km/h (podendo inclusive travar autonomamente em caso de emergência). Nesta versão Elegance surge ainda o pacote de segurança ADAS, o qual acrescenta Avisador de Colisão à Frente (FCW), Reconhecimento de Sinalização de Trânsito (TSR), Limitador Inteligente da Velocidade (ISL), Avisador de Saída de Faixa (LDW) e Sistema de Suporte dos Máximos (HSS). O avançado sistema de infoentretenimento Honda Connect do HR-V oferece diversas possibilidades de conectividade, numa tecnologia que foi apresentada na Europa pela primeira vez no CR-V no início de 2015. Este sistema é equipamento de série nas versões intermédia e de topo do HR-V e opção na versão de entrada. O Honda Connect dispõe de funcionamento semelhante ao de um smartphone ou tablet Android, oferecendo fácil acesso a funções como navegação na Internet, informações em tempo real sobre trânsito, noticiários e estado do tempo, além das plataformas sociais e estações de música na Internet. O sistema GPS da Garmin tem atualizações gratuitas por cinco anos. A versão de base deste motor diesel, no nível Comfort, é de 26.000 euros, seguindo-se os 27.700 do nível Elegance aqui ensaiado, que conta com os sistemas ADAS e com o Honda Connect (o sistema de navegação obriga ao dispêndio de mais 800 euros). VEREDICTO O Honda HR-V chega ao mercado europeu com uma importante missão: ajudar a elevar as vendas da marca no Velho Continente, as quais não têm sido muito positivas nos dois últimos anos. Mas, fá-lo com as armas mais adequadas, marcando um forte impacto neste segmento, mesmo que tenha um posicionamento algo ‘intermédio’. Isto porque apresenta as dimensões exteriores de um Mazda CX-3, mas a versatilidade interior coloca-o num nível capaz de guerrear com o ‘alvo principal’, o Nissan Qashqai na feroz ‘guerra dos tronos’ que anima este segmento. Assim, com o HR-V, a Honda assegura uma opção tremendamente competente, robusta e sólida, ‘casando’ muito bem as vertentes da dinâmica e da poupança de consumos, tratando-se por isso de uma séria ameaça ao ‘reinado’ do Qashqai. FICHA TÉCNICA Honda HR-V 1.6 i-DTEC Elegance+NAVI

Motor
Tipo 4 cilindros em linha, long., inj. common-rail, turbo
Cilindrada 1597
Diâmetro x curso (mm) 76,0×88,0
Taxa compressão 16,0:1
Potência máxima (cv/rpm) 120/4000
Binário máximo (Nm/rpm) 300/2000
Transmissão e direcção
Tracção Dianteira
Caixa Manual de 6 velocidades
Direcção Pinhão e cremalheira, com assistência eléctrica
Dimensões e pesos
Comp./largura/altura (mm) 4294/1772/1605
Distância entre eixos (mm) 2610
Largura de vias fte/tras. (mm) 1535/1540
Travões fr/tr. Discos ventilados/discos
Peso (kg) 1324
Capacidade da bagageira (l) 453-1456
Depósito de combustível (l) 50
Pneus série 235/55 R17
Prestações e consumos
Aceleração 0-100 km/h (s) 10,1
Velocidade máxima (km/h) 192
Extra-urb./urbano/misto (l/100 km) 3,8/4,2/4,0
Emissões de CO2 (g/km) 104
Preço (Euros) 26.000
Preço sem campanha (Euros) 28.500
Equipamento de série Airbag para condutor e passageiro (desligável) Airbags laterais dianteiros Airbags de cortina Controlo electrónico de estabilidade e de tração Sistema de Travagem Activa em Cidade (CTBA – City-Brake Active system) Sistema Avisador de Saída da Faixa de Rodagem (LDW – Lane Departure Warning) – Pacote de segurança avançada Sistema de Reconhecimento de Sinalização de Trânsito (TSR – Traffic Sign Recognition) – Pacote de segurança avançada Sistema de Informação de Ângulo Morto (BSI – Blind Spot Information) – Pacote de segurança avançada Monitor de Trânsito Lateral (CTM – Cross Traffic Monitor) – Pacote de segurança avançada Bancos dianteiros aquecidos Cintos dianteiros com pré-tensores e limitadores de esforço Fixações Isofix Assistente aos arranques em subida (HSA) Ar condicionado automático bizona Computador de bordo Bancos do condutor com regulação em altura Alarme Banco rebatível 60/40 Volante em pele regulável em altura+profundidade Volante multifunções Direcção com assistência electrohidráulica variável Rádio com leitor de CD+8 altifalantes+entradas USB/Aux Mãos-livres Bluetooth Sistema de navegação Garmin Vidros eléctricos FR/TR Retrovisores exteriores eléctricos+aquecidos+rebatimento eléctrico Retrovisor interior electrocromático Cruise-control+limitador de velocidade Faróis dianteiros em LED Assistente de máximos Faróis de nevoeiro com luzes de curva Jantes de liga leve de 17″ Sistema de monitorização da pressão dos pneus Kit anti-furo Sensor de luz/chuva Câmara traseira de auxílio ao estacionamento]]>

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Marketeer
Conhece o segredo dos filmes de Natal para serem tão populares?