Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

A aventura da Audi na ‘corrida’ à Lua

[youtube height=”HEIGHT” width=”WIDTH”]https://www.youtube.com/watch?v=1z9xxth5IxA[/youtube]

 

Poderia parecer descabido, mas a Audi também está na ‘corrida’ à Lua. A marca Alemã integra o projeto de uma das equipas concorrentes ao ‘Google Lunar X Prize’, um concurso que visa criar, com um orçamento controlado, o próximo passo na exploração espacial

Para o efeito, a tecnologia de tração integral quattro e a propulsão elétrica e-tron, ambas com o ADN explícito da Audi, poderão viajar dentro de pouco tempo até à lua, integrando o conceito do Audi Lunar quattro.

Mas o que está em jogo neste “Google Lunar X Prize”? O desafio lançado pelo gigante mundial da tecnologia é ambicioso: vencerá a competição – arrebatando assim os 30 milhões de dólares de prémio – a equipa que conseguir conceber e produzir um veículo lunar e o transportar até ao satélite do planeta Terra dentro do prazo limite estabelecido no final de 2017.

O regulamento dita ainda que o novo “lunar rover” terá de percorrer pelo menos meio quilómetro na superfície e transmitir imagens de alta resolução e vídeo para a Terra. O prémio iniciou-se com 34 equipas, das quais 16 ainda se mantêm em competição.

A equipa Part-time Scientists, baseada em Berlim e à qual a Audi está a prestar a sua colaboração, é a única oriunda da Alemanha e, até agora, já recebeu dois prémios intercalares no valor de 750 mil euros, atribuídos pelo júri da competição em reconhecimento dos avanços no desenvolvimento do veículo e dos seus sistema óticos. O desenvolvimento do Audi Lunar quattro prossegue agora, incluindo testes em locais como Áustria e Tenerife.

A viagem até à lua, que a Part-Time Scientists estima custar à volta de 24 milhões de euros, durará cinco dias, com a descida prevista a norte da linha do equador lunar, bem perto do local de alunagem da Apollo 17, a última missão tripulada, em 1972.

A exigência tecnológica, porém, começa agora. Os cerca de dez técnicos da Audi que estão a apoiar os Part-time Scientists têm de observar a funcionalidade do Audi Lunar quattro num ambiente cujas amplitudes térmicas atingem 300 graus celsius. Por outro lado, a fina poeira lunar representa outro desafio, assim como a irregularidade do terreno. O contributo dos especialistas da Audi abrange áreas como a tração integral e a motorização elétrica, para além da eletrónica e da construção em materiais leves.

Muitos dos componentes do Audi Lunar quattro são feitos em alumínio de alta resistência, limitando o peso total do veículo para apenas 35 quilos. A equipa está, no entanto, a trabalhar em novas reduções graças ao uso de magnésio e algumas modificações de design.

A participação da marca neste projeto está também a ser feita a partir da oferta de experiência de engenharia e ferramentas em áreas como controlo de qualidade, resistência à fadiga dos materiais e testes em câmaras climáticas. Para saber mais sobre este projeto ambicioso pode visitar o site dedicado.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...