Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Governo francês contra aumento do salário do CEO da PSA

Os representantes do governo francês membros do Conselho da Direção da PSA Peugeot-Citroën estão contra o aumento do salário de Carlos Tavares, CEO do grupo gaulês.

Segundo o relatório anual da empresa francesa, Carlos Tavares viu a sua remuneração total – que inclui incentivos salariais fixos e variáveis – passar dos 2,75 milhões de euros em 2014 para os 5,24 milhões de euros em 2015.

O governo francês, que detém 14% do grupo, terá recomendado que, nas empresas em que detenha uma participação minoritária, o salário do presidente deve sofrer um corte de 30% – a informação é do jornal francês Les Echos que não cita contudo fontes.

Recorde-se que o grupo PSA Peugeot-Citroën (que apresentará um novo plano estratégico dia 5 de abril) voltou aos lucros em 2015 – depois de quatro anos de perdas – e atingiu os seus objetivos de desempenho muito antes da meta fixada.

Entretanto, a PSA e o Ministério das Finanças francês recusaram-se a comentar a notícia do Les Echos.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...