Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Estudo garante que veículos elétricos não causarão crise no petróleo

Créditos: Shell Media Global
Créditos: Shell Media Global

Um estudo levado a cabo pela Navigant Research indica que a ascensão dos veículos elétricos não irá ter efeito no preço do petróleo nos mercados internacionais, contrariando uma ideia pré-conconcebida de que o mercado internacional do petróleo iria sofrer negativamente com o aumento nas vendas dos elétricos.

O estudo da Navigant Research surge em resposta a um artigo publicado pela Bloomberg, no qual era dito que o aumento das vendas de elétricos poderia levar a novas crises do petróleo nos próximos anos, com a entidade de pesquisa a referir que aquela informação é “sensacionalista”.

A Navigant estima que os veículos elétricos terão tomado o lugar a cerca de 2.1 milhões de barris de petróleo entre janeiro de 2011 e dezembro de 2014, mas aponta ainda que é errado focar apenas os veículos elétricos e os seus efeitos para a redução da procura do petróleo nos mercados. Com efeito, a Navigant explica que falta uma abordagem mais complexa da indústria automóvel e de outras tendências associadas que irão ter um forte impacto no ‘ouro negro’, como muitas vezes é apelidado.

Essas tendências incluem a melhoria da eficiência dos veículos de combustão interna, adoção de condução semiautónoma ou totalmente autónoma e a crescente criação de programas de mobilidade alternativa. Isto porque, de acordo, com os dados da companhia, aquela mesma queda na procura poderá ser provocada por, simplesmente, “menos de um décimo de melhoria global na eficiência de combustível num período de quatro anos. E a Navigant estima que a eficiência de combustível da frota dos EUA vai melhorar até 22% durante a próxima década”.

Mas não só: com a condução autónoma virá a condução ‘inteligente’, ou seja, menos acidentes, menos engarrafamentos e… menos consumo de combustível no para-arranca das cidades, além dos programas alternativos de mobilidade, não só de ‘carsharing’, mas também de transportes ‘verdes’, como transportes públicos ou bicicleta.

Assim, de acordo com este estudo, a Navigant aponta que existirão outros fatores na área dos transportes a ter um efeito enorme no preço do petróleo, não se devendo atribuir apenas aos veículos elétricos e à crescente adoção desta tecnologia um efeito dramático – ou de crise – na indústria do petróleo.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Estas profissões vão desaparecer já a partir deste ano. Saiba se a sua é uma delas
Marketeer
O Boticário lança perfumes criados com a ajuda de IA