Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Tesla pode descansar: elétricos Faraday não devem estar prontos antes de 2018

Faraday Future EV concept

Quando a empresa de automóveis elétricos Faraday Future iniciou a sua atividade esta semana na sua fábrica do Nevada – que terá custado mais de mil milhões de dólares -, não foi apenas o evento em si que chamou a atenção: foi também a confirmação de que a Tesla tem de facto nova concorrência.

Durante a cerimónia de inauguração, a Faraday deixou mesmo ‘escapar’ que os primeiros elétricos a sair da fábrica estariam prontos em 2018 – uma notícia ‘bombástica’ se se tiver em conta que esta start-up chinesa é quase uma desconhecida e nem sequer apresentou plano estratégico ou de operações.

“O nosso objetivo é seguir um plano, que normalmente demoraria quatro anos a concluir, mas acabá-lo em metade do tempo. E com qualidade”, afirmou em comunicado Dag Reckhorn, vice-presidente da empresa para a área da fabricação global.

A aritmética é simples: em 2018 a Faraday conta ter os seus automóveis prontos para chegar ao mercado. Mas, por vezes, a simplicidade peca por… falta de complexidade.

“Temos afirmado que o nosso plano de quatro anos é para ser concluído em metade do tempo, mas não vamos avançar com qualquer data em concreto”, explicou Stacy Morris, porta-voz da Faraday.

A empresa, que é apoiada pelo multimilionário chinês Jia Yueting e tem atualmente cerca de 600 funcionários a trabalhar numas antigas instalações de vendas da Nissan em Gardena, é vista como a concorrente capaz de abalar a supremacia da Tesla no mercado dos elétricos premium – muito devido à apresentação do seu FFZERO1 Concept apresentado no princípio deste ano…

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Estas profissões vão desaparecer já a partir deste ano. Saiba se a sua é uma delas
Marketeer
O Boticário lança perfumes criados com a ajuda de IA