Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Governo propõe gasóleo profissional e descontos nas portagens para transportadoras

comerciais pesados

Numa decisão que pode preconizar a implementação de um pedido há muito reiterado pelas associações de transportes rodoviários, o Governo admite criar, ainda num regime experimental nesta fase, um esquema de gasóleo profissional para os veículos de transporte de mercadores com mais de 35 toneladas.

Esta foi uma das principais medidas extraídas da mais recente reunião entre o Governo e as associações de transportes pesados de mercadorias com vista à resolução do diferendo entre aquelas duas partes criado devido ao aumento do Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP) no passado mês de fevereiro.

As principais associações do setor estiveram reunidas com o Governo ontem à tarde, considerando, após o encontro, que as medidas apresentadas pelo Executivo foram bastante positivas, dando um passo em frente para a melhoria das condições das transportadoras em solo nacional.

A medida mais importante passa pela implementação de um regime ainda experimental de gasóleo profissional – que vai ao encontro de uma medida há muito desejada pelas empresas do setor – abrangendo três concelhos no interior do pais e em fronteira com Espanha onde, recorde-se, o preço dos combustíveis é mais baixo atraindo as empresas do setor que lá abastecem. Para já, Elvas e Vilar Formoso estão confirmadas, restando ainda saber qual será a terceira zona, no Norte. Esta experiência estará em vigor até ao início do segundo semestre, de acordo com declarações do ministro adjunto Eduardo Cabrita à Antena 1.

A outra medida proposta pelo Governo passa pela atribuição de descontos nas portagens das autoestradas ex-SCUT do interior, com o ministro a explicar que “até ao verão, nós teremos também no quadro das políticas de estímulo à interioridade, teremos reduções nas portagens, nas chamadas ex-SCUT das zonas do interior em que existira também aí um tratamento mais favorável para o transporte de mercadorias”.

Para que o plano da implementação do gasóleo profissional a nível nacional possa prosseguir, o Governo terá de consultar a Comissão Europeia para averiguar a possibilidade de instituição deste plano em todo o país. A medida final está prevista para entrar em vigor, dependendo da resposta da CE e do período de testes, no dia 1 de julho.

Medidas positivas

Da parte das transportadoras, a receção destas medidas pautou-se pela positividade. Pedro Polónio, vice-presidente da ANTRAM, explicou à Antena 1 que estas “são boas medidas e que mostram boa intenção. Parece-nos claro que o Governo percebe que tem um problema com as empresas de transporte, percebe que tem de dar competitividade às empresas de transporte e procura dar soluções”.

Assim, prossegue, acredita que “com esta medida já concreta sobre a qual nos vamos debruçar e com a realização do teste, que estamos crentes irá apontar para a necessidade, de facto, de haver uma redução futura já naquilo que é denominado o gasóleo profissional e assim dará a necessária ajuda às empresas”.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...