Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Recorde no primeiro trimestre reforça otimismo da Hyundai Portugal

Novo i20 Active 3

O ano de 2016 promete ser de bons ventos para a Hyundai. Tendo apresentado no final de janeiro um importante reforço na forma do Tucson, SUV que tomou o lugar do ix35, a Hyundai revê já em alta os seus números para este ano, beneficiando em muito da chegada do já referido SUV, que tem sido uma surpresa mesmo para os responsáveis da marca.

No evento de lançamento nacional dos i20 Active e i20 Coupé (bem como do motor 1.0 T-GDI), Sérgio Ribeiro, CEO da Hyundai Portugal, destacou o sucesso extremo que o Tucson está já a granjear no mercado nacional e sem recurso ao canal de ‘rent-a-car’. Com efeito, atendendo à procura deste SUV de segmento médio, a Hyundai Portugal está já a negociar com a casa-mãe europeia o aumento da produção destinada ao nosso país, o que eleva as expectativas positivas da marca para o crescimento no nosso mercado até ao final do ano.

O melhor primeiro trimestre de sempre

Batido o recorde de vendas na Europa em 2015, a Hyundai começa também o ano de 2016 da melhor forma. Com efeito, no primeiro trimestre, a marca Sul-Coreana registou um aumento de 5,5% nas vendas, naquele que foi o melhor primeiro trimestre de sempre. Para este registo muito conta o novo Tucson, que tem tido um acolhimento bastante relevante no Velho Continente.

Portugal não foge à regra e apresenta também resultados relevantes de crescimento, com uma subida de 76,8% face ao mesmo período do ano passado, uma vez mais com o Tucson a destacar-se, não obstante a sua prestação comercial de apenas dois meses dado o seu lançamento no final de janeiro. Assim, se em 2015, nos três primeiros meses haviam sido vendidos 337 unidades, em igual período de 2016 foram contabilizados 596 automóveis vendidos, a maior parte deles registados em março, também como forma de antecipação à entrada em vigor do novo registo de impostos sobre veículos preconizado pelo Orçamento do Estado para 2016.

A Hyundai Portugal salienta que este aumento tem sido transversal à gama de veículos, mesmo que o Tucson receba destaque em termos de vendas. No momento do lançamento, a marca previa uma venda de 420 unidades para todo o ano, mas nesta fase a Hyundai encontra-se já a negociar o dobro desse número para o nosso mercado.

Novo i30 promete revolução

A sustentar ainda as previsões de crescimento da Hyundai neste ano, mesmo com os aumentos previstos pelo novo OE, está ainda a chegada de uma série de novidades, como as versões especiais GO! e os novos modelos i20 Active e i20 Coupé, além de um novo motor 1.7 CRDi de 141 cv com caixa DCT7 para o Tucson em junho.

Para o Salão de Paris está agendada, no entanto, uma grande novidade na forma da nova geração do i30, que se apresta a marcar uma revolução em termos estéticos e qualitativos, prevendo-se que eleve a linguagem ‘Fluidic Sculpture’ da Hyundai a um novo patamar. Nas palavras dos responsáveis da marca em Portugal, que já viram imagens do novo compacto familiar, será um modelo de “disrupção face ao atual” i30.

Também nesse certame será revelado o facelift do i10, que também está prometido para uma visão mais profunda, além do Genesis G80 (nome por confirmar) também com um facelift. A gama IONIQ, que chegará a Portugal em novembro nas versões híbrida e elétrica (a Plug-in chegará apenas em 2017), também estará em destaque em Paris, tal como a sub-gama N Performance da Hyundai.

Por fim, em termos de mercado nacional, a estratégia para a Genesis foi repensada, com a nova marca de luxo da marca a ser lançada apenas em 2017, alicerçada no facelift do G80 (uma vez mais, nome por confirmar) e no motor 2.2 diesel de 200 cv de potência.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...