Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Volkswagen T-Prime Concept GTE: Novo Touareg ‘à vista’

Volkswagen t-prime

A Volkswagen revelou em Pequim, no salão que hoje abriu portas, o concept que dá pistas concretas para a nova geração do Touareg, na forma do T-Prime Concept GTE. Este modelo recorre a tecnologia Plug-in híbrida para o seu motor e a interior bastante avançado com recurso a sistemas de controlo por gestos.

Este será o modelo de topo da futura gama de modelos SUV que a Volkswagen vai lançar nos próximos anos, perfazendo um total de cinco automóveis.

Tendo por base a plataforma MLB, o T-Prime Concept GTE mede 5070 mm de comprimento, ou seja, 171 mm mais longo do que o atual Touareg, dispondo de uma estética bastante robusta e que, embora não se distancie em demasia da linguagem explanada pela marca Alemã nos seus modelos atuais, aponta para uma visão mais moderna do seu visual.

No campo técnico, a Volkswagen recorre a uma solução híbrida Plug-in com potência combinada de 381 cv e 699 Nm de binário a partir da combinação de motor 2.0 TSI de 248 cv e 370 Nm de binário com uma unidade elétrica de 134 cv e 349 Nm de binário. A bateria de iões de lítio pode ser recarregada a partir de uma tomada doméstica de 220 volt (oito horas) ou em postos públicos de 7.2 kW (duas horas e meia de carregamento). A tecnologia de tração integral 4Motion também está presente. A caixa de velocidade é automática de oito velocidades.

Este concept apresenta, tal como os outros modelos com insígnia GTE, três modos de condução: E-Mode, Hybrid e GTE, cada um deles com as suas características específicas. O primeiro permite condução em modo puramente elétrico, o segundo combinando a motorização elétrica e a térmica consoante a necessidade e a derradeira retirando todo o potencial do sistema híbrida. Assim, consegue atingir os 100 km/h, após arranque parado, em 6,0 segundos e atingir uma velocidade máxima de 224 km/h. Não obstante, a média de consumo é de 2,7 l/100 km em modo híbrido.

No interior, a marca apostou numa visão minimalista, substituindo muitos dos comandos e botões por comandos táteis integrados nas próprias superfícies da consola central. Este sistema de controlo tátil promete integrar-se de forma subtil com os comandos gestuais que a marca tem vindo a integrar em diversos concepts apresentados anteriormente. Este ‘cockpit futurista’, como é apelidado pela marca já não está muito longe da integração em modelos de produção em série, com a Volkswagen a revelar que poderão estar já nos modelos de 2017.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...