Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Alemanha paga subsídio de 4000 euros para compra de elétricos

2014-mercedes-benz-b-class-electric-drive-side-in-motion

O governo da chanceler alemã Angela Merkel chegou a um acordo com os fabricantes automóveis para impulsionar as vendas de veículos elétricos (VE) que se cifrará na ordem dos 1,2 mil milhões de euros.

Os condutores alemães deverão receber até um máximo de 4 mil euros de subsídio para a compra de um VE, revelou o ministro das Finanças, Wolfgang Schaeuble, durante uma conferência de imprensa.

Já em relação aos Híbridos Plug-In o valor do subsídio deverá ser no máximo 3 mil euros, com a indústria automóvel a comparticipar 50% desse valor.

“O objetivo é avançar o mais rapidamente possível para os elétricos”, afirmou Schaeuble citado pelo Automotive News, acrescentando que o objetivo é começar já no próximo mês a atribuir os subsídios.

A indústria do setor automóvel está bastante expectante quanto aos resultados, já que, recorde-se, o mercado alemão representa um quarto de todas as vendas de veículos na Europa.

Merkel, que sugeriu em fevereiro a atribuição de subsídios para alcançar o milhão de VE até 2020, selou o acordo com a indústria automóvel esta terça-feira, depois de semanas de discussões sobre a divisão do financiamento – as empresas do setor inicialmente apenas queriam pagar 25% do total.

“Desse total, 300 milhões de euros serão utilizados nas infra-estruturas de carregamento entre 2017 e 2020”, afirmou Schaeuble.

Na Alemanha, venderam-se cerca de 30 mil VE no ano passado, segundo o Automotive News – muito pouco quando comparado com os mais de 3 milhões de automóveis vendidos anualmente no país.

 

Em relação a outros países da Europa, a Noruega destaca-se pelos benefícios concedidos a quem resolver comprar um elétrico: não existe imposto suplementar, o carregamento é gratuito, assim como o estacionamento, e os VE estão autorizados a utilizar as faixas exclusivas dos autocarros para evitarem o congestionamento do tráfego.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...