Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

A nova cadeia de produção revolucionária da Honda

honda producao arc

Revitalizando um conceito profundamente enraizado na indústria automóvel no que diz respeito à produção, a Honda procura agora revolucionar a ideia de linha de montagem como até aqui era conhecida. A expectativa da marca Japonesa é mesmo revolucionar os conceitos de produção automóvel, pelo que esta solução implementada na fábrica de Prachinburi, na Tailândia, assume mesmo o epíteto de ARC, acrónimo para Assembly Revolution Cell, algo que pode ser traduzido como ‘Célula de Montagem Revolucionária’.

De acordo com a Honda, esta reinterpretação do conceito de linha de montagem para produção em série permite incrementar a eficiência de produção, graças a uma solução que é apontada como capaz de gerar maior fluidez de montagem (‘célula de fluxo’). A ideia passa pela adoção de engenheiros-técnicos de montagem que se responsabilizam por partes únicas e independentes da montagem dos veículos sem terem de se deslocar.

Ao invés de uma linha de montagem convencional em que os empregados estão colocados ao lado do veículo para aplicação das peças, neste caso, existe uma divisão em equipas de quatro elementos que ‘sobem’ a bordo do veículo e montam os componentes necessários, com cada um dos elementos a instalar mais peças, mas sem terem de se movimentar em acompanhamento com o automóvel.

Para a implementação deste conceito, a Honda aposta em conceitos como o ‘Poka-yoke’ (à prova de erros), ‘Jidoka’ (automação com um toque humano) e ‘Just-in-Time’ (apenas os componentes necessários estão disponíveis nos momentos exigidos), sendo que os quatro elementos de cada equipa – treinados especificamente para o efeito – tendem a montar mais componentes, de forma mais rápida e sem erros. Os veículos e os funcionários vão ‘deslizando’ numa plataforma móvel, desvalorizando assim a necessidade de efetuarem longas deslocações a pé pela linha de montagem.

O primeiro modelo a resultar deste género de produção será o Civic de décima geração para o mercado asiático em que a condução se faça com o volante à direita.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...